Informática para crianças, qual a melhor idade para começar?

Os Cursos de Informática recomendam que a educação digital dentro da vida das crianças deve começar desde cedo, tanto que muitos pais já investem desde cedo em cursos para qualificar os pequenos.

Há a necessidade de estimular as crianças a utilizarem os dispositivos tecnológicos de forma educativa e saudável durante a primeira infância. Neste artigo, vamos discutir mais sobre isso e ajudaremos você a definir qual é a idade certa para que seu filho ingressar na escola de tecnologia.

Muito se discute sobre a idade ideal para uma criança ser exposta a uma tela interativa pela primeira vez. Os especialistas ainda estão divididos sobre isso, mas um fato inevitável traz consigo uma exigência inegável: existe um contato de forma direta e na forma indireta. Portanto, é necessário preparar adequadamente as crianças educacionalmente para crescerem consciente e criticamente usuários técnicos.

Contato com a tecnologia desde cedo

As crianças se interessam por computadores e tablets desde a infância, principalmente jogando alguns jogos e assistindo desenhos animados, por exemplo. Então, mesmo que eles não tenham estudado ciência da computação, eles estão formando as suas primeiras impressões sobre esta tecnologia.

Tecnologia na sala de aula

A educação é capaz de usar a tecnologia desde o ensino fundamental. Seja ajudando com a lição de casa ou apresentando conteúdo dentro da sala de aula, hoje os computadores fazem parte da escola.

Assim, a partir do momento em que a criança entra na escola, ela poderá começar a ver como todos os dispositivos tecnológicos são apenas um determinada coisas destinadas a entreter, porém também são ferramentas que auxiliam dentro das tarefas cotidianas.

Cursos introdutórios aos seis anos

A partir dos 6 anos, seu filho pode fazer Curso de Computação para crianças. A escola terá uma abordagem totalmente pensada para os mais novos, ensinando-os a aceder à Internet e a fazer os trabalhos de casa utilizando os principais softwares como Word e Powerpoint.

O objetivo é fornecer a primeira exposição educacional à tecnologia e ensinar o básico de como os computadores funcionam.

Orientação desde cedo

À medida que a tecnologia avança e sua presença poderosa na vida cotidiana, o conceito de informática pode ser estendido ao conceito mais amplo de educação digital. A finalidade é ensinar as crianças sobre como usar computadores e telefones de forma saudável e a serem pessoas proativas e propor inovações a partir deles.

Com isso, os pais devem pensar desde cedo sobre as primeiras orientações sobre o uso saudável dos meios digitais.

Além disso, é imprescindível monitorar o que as crianças mais novas estão acessando, sempre tenha em mente que você deve vistoriar tudo que o seu pequeno vê na internet.

Crianças vs telas: questão de bom senso

Médicos de diferentes países apresentam algumas diferenças nas orientações dos profissionais de saúde sobre esse tema, mas há um consenso sobre os riscos envolvidos na exposição de crianças à telas eletrônicas, como laptops, por longos períodos. Porque, embora as habilidades técnicas das crianças pequenas possam parecer positivas, o uso prematuro e excessivo poderá ser um ponto altamente prejudicial ao desenvolvimento dos pequenos.

As consequências do uso excessivo de telas em crianças incluem: dificuldades sociais, distúrbios do sono, atraso cognitivo, irritabilidade e ansiedade.

No entanto, além de ser difícil privar alguém do contato visual com uma tela em meados de 2019, a tecnologia tem muitos aspectos que são negativos, inclusive para as crianças, o uso do tempo é uma das principais recomendações da sociedade brasileira para a pediatria.

Notebooks para crianças

Como já mencionamos, a tecnologia não é uma vilã para o desenvolvimento infantil e, quando usada corretamente, pode até ser uma importante ferramenta de aprendizagem.

Uma prova disso são os notebooks projetados exclusivamente para as crianças (não confunda com os brinquedos que simulam computador, como o nostálgico Think We’ll) com programas que tem o objetivo de estimular o pensamento e o aprendizado dos pequenos.

Como, por exemplo, é o caderno infantil Positivo Mobo, ele está no mercado já faz um tempo, ele é comercializado em todo o país. Ele é utilizado por diversos alunos de escolas públicas brasileiras.

No entanto, a proposta de notebook para crianças parece não ter se concretizado, pois não é mais vendida no Brasil. Para as crianças, as opções viáveis ​​para o primeiro notebook são aquelas com configurações simples, especialmente para crianças mais novas ou pessoas que não jogam jogos pesados.

Os Chromebooks vêm em configurações modestas, normalmente em 2 GB de RAM e 16 GB de armazenamento, como, por exemplo: Samsung Chromebook, que já está à venda por R$ 849,99, ou o Acer N7 Chromebook, com 4 GB de RAM e 32 GB de armazenamento, por R$ 1.199.

São computadores com configurações de uso básico suficientes para serem uma boa opção de notebook e mais acessíveis. Se você deseja mais opções, dentro do Google, na área de vendas, você encontra diversos notebook baratos com boa relação custo-benefício.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Certificado Cursos Online, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre cursos, educação e diversos segmentos.

Informática para crianças