Mudanças no INSS

Mudanças no INSS: A previdência privada e o seguro de vida podem compensá-las

Sempre que pensamos em mudanças nos vêm à cabeça a seguinte pergunta: será que elas serão benéficas? E quando pensamos no INSS então, lembramos que mudanças em suas regras podem acontecer com frequência, como as que ocorreram recentemente em 2017.

Nós brasileiros sempre buscamos as melhores alternativas quando se trata de aposentadoria e os planos privados de previdência e o seguro de vida tendem a cada dia ter uma maior procura na tentativa de compensar essas mudanças e nos trazer benefícios futuros.

Para sabermos como e por qual motivo soluções como essas lhe beneficiam, montamos abaixo algumas orientações que mostram como compensar cada mudança nas regras.

  1. Compensar os aumentos da idade e tempo mínimo de contribuição para aposentar

Você homem ou mulher que deseja se aposentar já deve ter conhecimento dessa mudança, a idade mínima de aposentadoria passou a ser de 65 anos para ambos. Já para os casos de recebimento integral é necessária a contribuição durante 49 anos (existe a possibilidade da contribuição por menor período, mas sem aplicação ao recebimento da aposentadoria integral). Além disso, o período mínimo para contribuição passou de 15 para 25 anos.

E como a Previdência Privada pode me ajudar?

Vamos lá, com a previdência privada são grandes as vantagens conforme o período é maior, pois seus investimentos durante esse período rendem e não sofrem perda, devido a tributação acontecer apenas na hora que você resgata, diferentemente de outros tipos de investimento que possuem uma cota.

Quer mais vantagem? Mesmo que você seja um pequeno investidor, sua rentabilidade será mais atrativa e você nem precisa entender sobre investimentos para isso, apenas mantenha o costume da poupança.

Assim, esse tipo de previdência não só serve para sua aposentadoria, mas também para quaisquer outros projetos que imaginar para seu futuro e que dependem de acumular dinheiro. Além disso, você ainda escolhe se deseja retirar todo o montante, administrando por conta, ou ter rendimentos a partir de todo valor acumulado.

  1. Compensar mudanças na pensão por morte

Nas situações de pensão por morte o montante que será pago ao viúvo(a) será de 50% do valor do benefício ao qual o contribuinte falecido recebeu, adicionando um total de 10% por cada dependente, valor que pode chegar a 100% no caso desse casal ter 5 filhos. Quanto às pensões as mesmas também não terão mais vínculos ao salário mínimo vigente.

Como solucionar utilizando o Seguro de Vida e a Previdência Privada?

Com o seguro de vida é você quem decide qual o valor deixará aos seus dependentes. Além disso, contando com o auxílio de um corretor você poderá revisar durante a vigência algumas questões como: valores que já estão acumulados na previdência privada, possibilidade de redução do que seu seguro de vida cobre nos casos de morte. 

Com essa e outras dicas você inclusive reduzirá seus gastos com seguro de vida, isso não é ótimo?

  1. Compensar mudanças na aposentadoria por incapacidade

Nos casos de aposentadoria por incapacidade, que são os que possuem condições especiais, como por exemplo os deficientes, aposentados por incapacidade, trabalhadores que sejam submetidos a condições especiais de trabalho ou que prejudiquem sua saúde, assim como aqueles com qualquer tipo de deficiência, permanecem recebendo um “tratamento especial”, mas impossibilitados de se aposentar com idade inferior a 55 anos e com período de contribuição de 20 anos.

Como solucionar com um seguro de vida?

A maioria das pessoas muitas vezes não conhecem o fato do seguro de vida não possuir cobertura somente para que se deixe um dinheiro a alguém após o falecimento do segurado. Existem coberturas para que o próprio segurado aproveite em vida e sempre que precisar, como em situações que ocasionam afastamento temporariamente ou invalidez permanente. 

Assim, mesmo que ocorram situações imprevistas e que nos afaste do trabalho, quem optar por contratar um seguro com esse tipo de cobertura pode tranquilamente continuar com seu planejamento de aposentadoria!

É ou não é uma grande vantagem tanto contratar um seguro de vida quanto fazer uma previdência privada? Além disso, o mais importante e que deve ser lembrado, as regras desses planos não mudam conforme o tempo passa, o que já não podemos esperar em relação ao INSS, não é mesmo?