8 dicas para uma boa gestão de e-commerce

O e-commerce, ou comércio eletrônico, é um tipo de negócio onde as transações comerciais são realizadas de forma online. Isso vai desde a escolha dos produtos até o pagamento do pedido, tudo de forma totalmente digital.

Após a finalização do pedido, é feita a única etapa de forma física, que é a logística de entrega. Assim, as encomendas são entregues diretamente na residência dos compradores, sem precisar que ele se desloque até uma loja. 

Os processos de divulgação dos produtos ou serviços, promoção, conquista dos clientes e gestão comercial ead também são feitos totalmente online, através das estratégias de marketing digital. 

Entre as vantagens de investir em um e-commerce, podemos destacar:

  • Menor custo operacional;
  • Não tem limites geográficos;
  • Possibilidade de funcionar 24 horas;
  • Praticidade na criação dos anúncios;
  • Facilidade no monitoramento dos resultados;
  • Variedade nas opções de pagamento para o consumidor.

Para entender mais sobre o assunto, e para saber como fazer uma gestão de e-commerce eficiente, confira os tópicos a seguir.

O que é e como realizar a gestão de e-commerce?

Para ter um e-commerce de sucesso, e que esteja alinhada com os princípios da empresa, é preciso seguir alguns passos fundamentais para conquistar a fidelização dos clientes, podendo ser necessário realizar um curso gestão de startups.

A gestão de e-commerce é uma ação que exige planejamento, monitoramento e execução das atividades do negócio. Esse gerenciamento deve ser supervisionado por um gerente de e-commerce, e reúne alguns fatores primordiais.

Logo abaixo, confira as características de cada um desses fatores:

1. Finanças

A área financeira tem como objetivo controlar e analisar os recursos de uma empresa. Para isso, é preciso contar com a ajuda de profissionais com conhecimentos adquiridos de um curso de gestão financeira empresarial, garantindo um trabalho eficiente.

Os profissionais responsáveis por essa área devem delimitar orçamentos para todos os setores, criar metas para alcançar o retorno sobre o investimento, além de definir métricas capazes de mostrar a evolução do negócio.

2. Estoque

A área de estoque é a responsável pelo gerenciamento e distribuição dos produtos do e-commerce. Por isso, essa equipe deve determinar o melhor local para estoque, organizar a área de armazenagem e controlar a entrada e saída de produtos. 

A localização do depósito é primordial, pois ela precisa ser de fácil acesso para agilizar os trajetos de entrega e evitar que imprevistos de logística aconteçam. Essa ação irá evitar que haja atrasos na entrega das mercadorias para os clientes.

3. Logística

O setor de logística é responsável pelo processo de entrega das encomendas para os clientes. Dessa forma, essa equipe é a responsável pela comunicação constante com os fornecedores, eleger os melhores meios de frete e acompanhar os prazos de envio.

Além disso, eles precisam considerar as melhores rotas de entrega, levando em conta a localização do estoque e o endereço dos clientes, funcionando como os mesmos princípios de uma gestão financeira tecnologo ead

4. Marketing

O objetivo da equipe de marketing é divulgar a marca e oferecer valor para os clientes em potencial de um e-commerce. Essa ação deve ser feita através da criação de conteúdos relevantes, desenvolvimento de estratégias orgânicas e anúncios pagos.

O comportamento do público-alvo do e-commerce também deve ser avaliado, isso porque caso o engajamento esteja baixo, é possível analisar os resultados e identificar alternativas para reverter a solução.

5. Tecnologia

O setor de tecnologia é o responsável por zelar por toda a estrutura do site da loja do e-commerce. Diante disso, essa equipe deve ter conhecimento sobre TI (Tecnologia da Informação) e acompanhar as tendências de mercado.

Entretanto, se o seu site tiver sido desenvolvido por uma plataforma de e-commerce, não será necessário uma equipe inteira de tecnologia, já que o gerenciamento da parte técnica fica a cargo dos profissionais da plataforma.

Dicas eficientes para gestão de e-commerce

Como pudemos observar até aqui, a gestão de e-commerce é fundamental para estruturar uma empresa online sustentável, podendo ser necessário um curso de gestão de pessoas para melhorar os processos.

Será por meio dessa atividade que os principais processos desse negócio serão alinhados. Para você entender melhor essas estratégias e saber como gerenciar seu e-commerce, separamos as 8 dicas abaixo. Confira!

1. Zele pela comunicação entre as equipes

As duas principais funções de um gerente de um comércio eletrônico é organizar reuniões periódicas para expor para as equipes o cenário atual da empresa e facilitar a comunicação entre as equipes, como em um curso de gestão de pessoas online.

Sempre que possível, essa comunicação deve ser registrada por um e-mail, documento, ou algum outro tipo de canal interno, possibilitando que todos estejam cientes sobre o que foi definido e para que possam consultá-los sempre que houver dúvidas.

2. Cuide do fluxo de caixa

O fluxo de caixa serve para acompanhar as entradas e saídas de dinheiro que acontecem em uma empresa. Esse mecanismo ajuda a regular os rendimentos do negócio, como os lucros das vendas, as contas a pagar e a gestão do e-commerce.

Para realizar essa ação, pode ser necessário os conhecimentos adquiridos em uma faculdade gestao financeira a distancia, pois assim será mais fácil controlar as finanças, otimizar os gastos e se preparar para que a loja online cumpra as obrigações legais.

3. Ofereça diferentes meios de pagamentos

As entradas que ocorrem no fluxo de caixa irão depender do bom funcionamento dos meios de pagamento oferecidos pelo seu e-commerce. Afinal, será através desses pagamentos que a sua loja irá receber pelas vendas.

Atualmente, existem diversos intermediários no mercado para realizar essas transações, para escolher o melhor para o seu negócio, estude as necessidades dos seus clientes e considere fazer um curso de gestão financeira ead preço acessível.  

4. Categorize os seus produtos

Organizar e criar um inventário do estoque do e-commerce é o diferencial necessário no momento de receber mercadorias e despachar as encomendas. Com isso, saber onde estão as categorias de produtos e fazer o fluxo de distribuição fica muito mais fácil.

Para que este gerenciamento de estoque ocorra, pode ser necessário realizar um curso gestão de pessoas a distancia para ajudar a liderar os profissionais da melhor forma possível, assim eles podem realizar o trabalho com eficiência e qualidade.

5. Aposte nas estratégias de marketing digital

Investir nas estratégias de marketing digital é primordial para ter uma gestão de sucesso no seu e-commerce. Essas estratégias podem ser orgânicas ou pagas, e devem ser o ponto de partida no momento de conquistar o público-alvo da sua marca,

No caso das estratégias orgânicas, é preciso utilizar o SEO (Search Engine Optimization ou otimização de mecanismos de busca em português) para criar conteúdos otimizados com o foco em palavras-chave e temas relevantes para o seu público.

Já as estratégias pagas, devem ser alinhadas diretamente com o setor financeiro, já que será necessário verba para investir nas campanhas. Portanto, defina antes se o seu modelo de cobrança será por cliques ou impressões e qual tipo de divulgação vale mais a pena.

6. Defina uma plataforma de e-commerce

Ter uma plataforma de e-commerce pode facilitar a gestão de e-commerce e reduzir os gastos com uma equipe completa de tecnologia. Para escolher o melhor serviço para o seu negócio, é preciso levar em considerações alguns pontos como:

  • Loja de aplicativos;
  • Temas customizáveis;
  • Produto escalável e estável;
  • Quando ilimitada de produtos;
  • Integração com marketplaces;
  • Integração com meios de pagamento;

Ou seja, antes de decidir por uma plataforma, faça orçamentos e leve em consideração todos esses pontos, além das necessidades da sua loja e as preferências previamente estudadas do seu público-alvo.

7. Integre a gestão do seu e-commerce com um ERP

Para realizar uma boa gestão do seu e-commerce, é preciso automatizar ao máximo as tarefas do dia a dia, diminuindo assim as chances de ocorrer erros que possam prejudicar o seu negócio.

Hoje em dia, existem diversas ferramentas conhecidas como ERP (Enterprise Resource Planning, em português Planejamento dos Recursos da Empresa), que serve para integrar e gerenciar as plataformas do e-commerce.

Além disso, esse tipo de software também serve para registrar e gerenciar os dados relacionados com o estoque, finanças, logística e diversas outras áreas que são essenciais para o bom funcionamento do e-commerce. 

8. Ofereça segurança

Por fim, para que o consumidor realize uma compra em sua plataforma, é preciso que ele se sinta seguro. Adotar procedimentos que passem confiança para o seu consumidor podem evitar resistência na hora da compra.

Portanto, insira links para os perfis da empresa nas redes sociais, inclua informações relevantes, como a razão social, endereço, CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) e informações de contato. 

dicas para uma boa gestão de e-commerce