Perspectivas do mercado imobiliário para 2022

Em tempos de instabilidades políticas e econômicas no país, quem não quer correr risco sobre o seu investimento volta a sua atenção para o mercado imobiliário.

A questão, portanto, gira em torno de saber se vale a pena ou não fazer investimentos neste mercado.

Este ano conta com eleições presidenciais, por isso, investidores ficam temerosos em fazer aplicações mais arriscadas, pois pensam nos possíveis riscos que podem comprometer o seu patrimônio.

Além disso, a alta da taxa básica de juros, a Selic, e o preço do dólar, interferem diretamente no bolso do consumidor, pois os financiamentos ficam mais caros. 

Diante dessas dificuldades, quais são as perspectivas para o mercado imobiliário em 2022?

Continue lendo para compreender mais sobre o assunto.

2022: o ano do mercado Imobiliário

Não tem como fugir da realidade. Este é um ano muito arriscado para investir em outros mercados.

Isso porque, todo ano político no Brasil é um suspense, pois ninguém sabe o que vai acontecer ao mudar o representante do Governo.

Então este é um dos fatores que torna o mercado imobiliário a opção mais segura para os investidores.

Outro fator que estimula o investimento em imóveis é o acesso facilitado a linhas de crédito. 

Ainda que estamos presenciando altas na taxa básica de juros, em relação há alguns anos, ela ainda viabiliza o poder de compras.

Assim, tanto para investidores quanto para compradores, o mercado imobiliário segue como um dos mais seguros no momento.

Quais são as vantagens de investir em imóveis em 2022

Quais são as vantagens de investir em imóveis em 2022

Existem diversos fatores que demonstram porque o mercado imobiliário ainda é um investimento interessante. Para entender melhor quais são eles, confira algumas vantagens de investir em imóveis ainda este ano.

  • Valorização e segurança

Quem investe no mercado imobiliário tem retorno financeiro garantido, independente do que aconteça na economia o imóvel segue valorizando.

Além das oportunidades de rendimento por meio de locação do imóvel.

  • Diversificação e rendimento

Um investidor consegue comprar imóveis em várias regiões do país, diversificando assim as suas oportunidades de rendimento.

Investir em imóveis mais baratos para alugar aumenta o retorno financeiro sobre o valor investido, ainda mais se este imóvel estiver próximo aos grandes centros comerciais.

Essas são algumas das vantagens em continuar investindo em imóveis.

Quais são as tendências do mercado imobiliário no pós-pandemia

Quais são as tendências do mercado imobiliário no pós-pandemia

É notório que a pandemia modificou drasticamente a maneira de viver em todo o mundo.

Quem estava confortável com um apartamento pequeno, porque ficava lá aos finais de semana e à noite para dormir, por exemplo, passou a considerar o espaço muito apertado.

Outro ponto que mudou foi a forma de trabalhar. O que antes só podia ser feito dentro de uma empresa, hoje, também pode ser feito em casa.

Diante desse cenário, as construtoras precisaram repensar o desenho dos novos empreendimentos.

Além dos ajustes em imóveis que já haviam sido construídos, houve uma mudança significativa nas necessidades do consumidor que hoje precisam de:

  • Espaço para morar e trabalhar, como uma pequena cidade dentro do condomínio;
  • Imóveis com mais espaço em pontos específicos que facilite a organização do trabalho;
  • Reestruturação de imóveis usados e de aluguel para atender às novas demandas do mercado;
  • Plantas flexíveis com espaços dedicados ao trabalho remoto e que contam com uma acústica que impeça ruídos para trabalhar em casa;
  • Práticas sustentáveis (ESG) para contribuir com a preservação do meio ambiente;
  • Lockers inteligentes, um dispositivo que funciona em sincronização com o sistema dos Correios e avisa caso algum pedido seja entregue.

Percebe-se que as tendências do mercado imobiliário pós-pandemia, trouxeram mais atenção para o olhar das construtoras, tanto para imóveis antigos, quanto para lançamentos, como é o caso desses apartamentos em São Paulo.

Como o Metaverso vai influenciar o mercado imobiliário?

Sem querer aprofundar em todos os conceitos e definições sobre o Metaverso, vamos considerar apenas como essa inovação vai influenciar o mercado imobiliário.

Durante a quarentena, nós já presenciamos uma mudança na maneira de interagir com os clientes. 

Tudo o que só poderia ser feito presencialmente como visitar imóveis, por exemplo, passou a ser feito de maneira virtual por meio de vídeos, seminários e apresentações online.

No entanto, o Metaverso tem uma proposta melhor e mais ousada que é a visualização em 3D com hologramas.

Como o objetivo é criar relacionamentos entre o mundo virtual e o real, a criação de hologramas pode auxiliar o cliente a criar virtualmente as características do imóvel que deseja comprar.

E essa pode ser uma influência muito benéfica por aproximar construtoras, vendedores e clientes pois:

  • Diminui o ruído na comunicação entre as partes envolvidas, uma vez que o cliente consegue demonstrar o que ele deseja;
  • Aumenta as possibilidade dos clientes conhecer o imóvel por meio de maquetes tridimensionais, antes de visitar o local;
  • Traz mais facilidade para fechar contratos virtualmente.

Diante de todos os fatores apresentados, o mercado imobiliário tende a permanecer um ótimo atrativo para quem deseja investir em imóveis. 

mercado imobiliário