Prevenção de Distúrbios Musculoesqueléticos no Local de Trabalho

Distúrbios musculoesqueléticos (DMs) afetam os músculos, nervos, vasos sanguíneos, ligamentos e tendões. Trabalhadores em diversos setores e ocupações podem estar expostos a fatores de risco no trabalho, como levantar itens pesados, dobrar, alcançar sobrecarga, empurrar e puxar cargas pesadas, trabalhar em posturas corporais inadequadas e realizar tarefas iguais ou semelhantes repetidamente.

A exposição a esses fatores de risco conhecidos para DMs aumenta o risco de lesão do trabalhador.

Os DMs relacionados ao trabalho podem ser evitados. Ergonomia (ajustar um trabalho a uma pessoa) ajuda a diminuir a fadiga muscular, aumenta a produtividade e reduz o número e a gravidade dos DMs relacionados ao trabalho.

Impacto dos Distúrbios musculoesqueléticos no local de trabalho

Os distúrbios que afetam a saúde muscular e esquelética relacionados ao trabalho estão entre as causas mais frequentemente relatadas de perda ou restrição de tempo de trabalho.

Talvez você possa gostar: Está com dificuldade de entrar no mercado de trabalho? Então você precisa ler: gerador de currículo – 11 dicas que podem te ajudar!

Nesse caso, um seguro de vida pode ser uma boa contratação. Esses problemas podem ficar mais evidentes com o passar do tempo e assim você não apenas se protege, em casos extremos, como também garante a proteção de quem você ama.

Um processo para proteger os trabalhadores

Os empregadores são responsáveis por fornecer um local de trabalho seguro e saudável para seus trabalhadores. No local de trabalho, o número e a gravidade dos DMs resultantes do esforço físico excessivo e seus custos associados podem ser substancialmente reduzidos pela aplicação de princípios ergonômicos.

A implementação de um processo ergonômico é eficaz na redução do risco de desenvolvimento de DMs em indústrias de alto risco tão diversas como construção, processamento de alimentos, combate a incêndios, empregos de escritório, saúde, transporte e armazenamento. Os seguintes são elementos importantes de um processo ergonômico:

Fornecer suporte à gestão

Um forte compromisso da gestão é fundamental para o sucesso geral de um processo ergonômico. A gerência deve definir metas e objetivos claros para o processo ergonômico, discuti-los com seus trabalhadores, atribuir responsabilidades aos membros designados da equipe e comunicar-se claramente com a força de trabalho.

Envolver os Trabalhadores

Uma abordagem ergonômica participativa, onde os trabalhadores estão diretamente envolvidos nas avaliações do local de trabalho, desenvolvimento e implementação de soluções é a essência de um processo ergonômico bem-sucedido. Os trabalhadores podem:

Identificar e fornecer informações importantes sobre os perigos em seus locais de trabalho também faz parte disso.

Auxiliar no processo ergonômico

Expressando suas preocupações e sugestões para reduzir a exposição a fatores de risco e avaliando as mudanças realizadas como resultado de uma avaliação ergonômica.

Fornecer Treinamentos

Os treinamentos são elementos importantes no processo ergonômico.

Eles garantem que os trabalhadores estejam cientes da ergonomia e seus benefícios, sejam informados sobre as preocupações relacionadas à ergonomia no local de trabalho e entendam a importância de relatar os primeiros sintomas de DMs.

Identificar Problemas

Um passo importante no processo ergonômico é identificar e avaliar problemas ergonômicos no local de trabalho antes que resultem em DMs.

A notificação antecipada pode acelerar o processo de avaliação e melhoria do trabalho, ajudando a prevenir ou reduzir a progressão dos sintomas, o desenvolvimento de lesões graves e subsequentes reclamações de tempo perdido.

Existem muitas soluções possíveis que podem ser implementadas para reduzir, controlar ou eliminar DMs no local de trabalho.

Avaliar o Progresso

Procedimentos estabelecidos de avaliação e ação corretiva são necessários para avaliar periodicamente a eficácia do processo ergonômico e garantir sua melhoria contínua e sucesso a longo prazo.

À medida que um processo ergonômico está se desenvolvendo, as avaliações devem incluir determinar se as metas estabelecidas para o processo ergonômico foram cumpridas e determinar o sucesso das soluções ergonômicas implementadas.

Um processo ergonômico usa os princípios de um programa de segurança e saúde para lidar com os riscos de DMs. Esse processo deve ser visto como uma função contínua que é incorporada às operações diárias, e não como um projeto individual.

Distúrbios Musculoesqueléticos