3 aspectos positivos que a pandemia trouxe ao mercado imobiliário

O atual cenário pandêmico trouxe muitas reflexões e proporcionou várias mudanças em vários contextos sociológicos. É claro que a grande parte dos setores está passando por uma crise. Mas, numa visão otimista, você já parou para pensar sobre os pontos positivos que a pandemia trouxe para algumas áreas?

Além de questões de evolução interior, há vários outros pontos positivos que se pode citar advindo da pandemia. Um deles é a respeito do setor de mercado imobiliário. Afinal de contas, como as pessoas passaram a ficar mais tempo em suas casas, houve uma maior preocupação a respeito disso.

Não é à toa que algumas pessoas investiram em reformas, para deixar o ambiente mais aconchegante, por exemplo. Fora isso, não podemos deixar de citar o fato de alguns terem migrado para home office, o que os obrigou a adequar a decoração de casa.

Fato é que, apesar dos pesares, o mercado imobiliário foi um dos setores que teve alguns pontos positivos dignos de ressalva. E, no artigo de hoje, iremos falar sobre os 3 aspectos positivos a respeito desse assunto. Confira.

O que envolve o mercado imobiliário?

Quando se fala nesse mercado, meio que de automático as pessoas pensam em imóveis como casas e apartamentos. É claro que, dentro desse setor, essas construções são contempladas, mas não é apenas isso.

Na verdade, o mercado imobiliário engloba tudo aquilo que não pode ser movido de um lugar para outro, ao menos nem que seja necessário alterar a sua estrutura. Mas, o que de fato isso quer dizer? Em suma, o mercado imobiliário envolve as seguintes estruturas:

  • Terrenos;
  • Superfície;
  • Subsolo;
  • Espaço aéreo;
  • Plantações;
  • Galpões;
  • Pavilhões;
  • Depósitos etc.

Ou seja, diferente do que algumas pessoas pensam, essa área não se resume apenas em casas e apartamentos. É verdade que esses dois possam ser os mais conhecidos, no entanto, deve-se ressaltar que não são os únicos.

Como a pandemia do COVID-19 influenciou o mercado imobiliário?

De uma forma muito contrária àquilo que se esperava. É claro que houve todo o problema de crise financeira, que todos os setores sentiram o impacto. Sendo assim, ainda é preciso um certo tempo para voltar ao “normal”.

No entanto, como as pessoas têm passado mais tempo em suas casas, notou-se o quão importante é ter um espaço aconchegante. Mediante as recomendações de distanciamento social e abertura apenas daquilo que era essencial, muitas pessoas se viram vítimas do tédio.

Contudo, aqueles que moravam em condomínios fechados, por exemplo, puderam ter acesso ao mínimo de lazer que fosse. Fora isso, as pessoas que migraram para o trabalho residencial notaram o quão importante um espaço preparado influencia na produtividade.

Aspectos positivos que a pandemia trouxe ao mercado imobiliário

Fato é que, para aliviar as nossas dores da existência, sempre é possível enxergar o lado bom das coisas. E, mesmo com a pandemia, o mercado imobiliário foi um dos setores do qual obteve alguns pontos positivos, o qual iremos falar a seguir.

Baixa de juros

A redução das taxas de juros do segmento está entre as melhores de todos os setores. Afinal de contas, o mercado financeiro foi o menos impactado com a instabilidade econômica desde o ano de 2020. Sendo assim, diante desse cenário, as operações de crédito para esse setor se tornaram muito mais atrativas.

Segundo o Banco Central, em maio de 2020, a taxa de juros média de financiamento chegou a 7,16% ao ano. Sendo assim, estamos vivendo em um dos momentos mais propícios para quem quer investir nesse setor.

Alta procura

O mercado imobiliário também envolve espaços de coworking. Sendo assim, no atual cenário, esse tipo de procura tem aumentado bastante. Ademais, muitas pessoas passaram a procurar imóveis maiores, uma vez que, passando mais tempo em casa, sentiram necessidade de mais espaço.

E isso tem acontecido porque, a partir do momento que se investe em um espaço maior, os custos tendem a reduzir. Portanto, diante dessa economia, há mais possibilidade de procurar por um espaço mais amplo.

Alternativas de mercado para aquisição de imóveis

O mercado imobiliário teve que se adequar às novas exigências e padrões impostas por conta da COVID. Sendo assim, encontros presenciais tiveram que ser momentaneamente suspensos. Diante disso, popularizou-se uma nova forma de adquirir imóveis, que são os e-leilões.

Ou seja, uma plataforma online onde é possível, de forma segura, cômoda e prática, adquirir um imóvel que é de seu interesse. É fato que, por conta da pandemia, diversos processos tiveram que migrar para o âmbito digital. E, no mercado imobiliário, não foi diferente.

Portanto, mesmo com todos os problemas que essa doença proporcionou, esses foram os principais aspectos positivos que a COVID-19 trouxe ao mercado imobiliário.

aspectos positivos que a pandemia trouxe ao mercado imobiliário