9 chaves simples para ajudar ter mais êxito na vida

“Tenho sorte, realmente não posso reclamar”. “Não é possível ter tanto azar; tudo dá errado para mim”. A diferença entre um caso e outro, ao contrário do que cada protagonista (fictício) diz, não é apenas uma questão de sorte.

Muitas vezes, quando se fala em ter sorte ou azar, está mais relacionado a outros fatores, como atitude em relação à vida, motivação, resiliência, personalidade…

“O que você pratica todos os dias? Porque é nisso que você se tornará um especialista”: este é o começo de um vídeo de uma criança que tem dezenas de milhares de visualizações no Youtube.

“Você pratica a alegria, a paz, a felicidade em sua vida? Ou você pratica a reclamação constantemente?” Porque se você praticar a reclamação, você se tornará tão perito nisso que encontrará falhas em tudo, mesmo quando não houver nenhuma”, diz este pequeno ‘guru’.

Daí a importância das “emoções que, sem nos darmos conta, damos vida em nossa vida diária”, explica a psicóloga Celia Fernández.

“Haverá coisas que não estão sobre meu controle”, admite ela, como as tarefas que você tem que fazer no trabalho ou em outros casos, mas o que depende de cada pessoa é “como o faço, a atitude com a qual escolho fazer o que tenho que fazer”, diz ela.

Ray Kroc, o empresário americano que impulsionou a expansão do império McDonald’s, apontou o trabalho duro e o esforço como os valores por trás do que é frequentemente chamado de sorte: “A sorte é um dividendo de suor. Quanto mais você transpira, mais sortudo você é”. Não é esperando o resultado do jogo do bicho que vai fazer você mudar de vida.

De um setor muito diferente, mas em termos semelhantes, o artista Pablo Picasso se expressou: “A inspiração existe, mas ela tem que encontrar você trabalhando”.

Finalmente, o Dr. Richard Wiseman, autor do livro The Luck Factor, argumenta que, de muitas maneiras importantes, cada um “cria” sua própria sorte; o azar pode ser um resultado direto de acreditar que se tem azar.

Assim, este pesquisador britânico e professor de Compreensão Pública de Psicologia na Universidade de Hertfordshire conclui – após conduzir experiências e entrevistas com 400 voluntários – que você não nasceu com sorte ou azar, mas que a sorte depende de sua atitude e pode ser ‘aprendida’.

“As pessoas sortudas tentam as coisas. As pessoas azaradas sofriam de paralisia por análise”. Elas não fizeram nada até que tivessem analisado todos os aspectos, e até então o mundo já tinha avançado. Elas não obtêm os benefícios de aprender fazendo. O Dr. Richard Wiseman diz ser um grande entusiasta em iniciar pequenos projetos, experimentar muitos, ver o que funciona e o que não funciona, e fazer iterações com base no feedback.

O que você pode fazer para ter sorte?

Com base no acima exposto, e a partir de um artigo no Week Plan, a adoção destes hábitos pode ajudá-lo como ter mais sorte:

  1. Acreditar que você é sortudo. A sorte depende do indivíduo e pode ser aprendida e criada; a má sorte pode ser um resultado direto de acreditar que você tem azar, diz Richard Wiseman em seu livro. Portanto, uma maneira de como ter mais sorte é acreditar que você tem boa sorte: isso muda sua perspectiva, torna você mais receptivo e permite que você aprecie as coisas boas que lhe acontecem.
  2. Estabelecer objetivos e compartilhá-los. Ter objetivos claros e compartilhá-los com as pessoas ao seu redor pode ajudá-lo a encontrar oportunidades relacionadas e alcançá-las. Atingir objetivos às vezes pode depender de um certo grau de sorte, mas sobretudo de outros fatores como atitude e motivação, e ambos “dependem de nós”, segundo a psicóloga Celia Fernández.
  3. Ter a mente aberta. Estar aberto e receptivo ao que pode vir em seu caminho ajuda você a encontrar oportunidades quando elas vêm em seu caminho, ou a ir atrás delas com mais determinação. Às vezes, as oportunidades batem à sua porta, mas você tem muito medo de abri-la.
  4. Cercar-se das pessoas certas. Entrar em contato com as pessoas certas faz uma grande diferença na vida de qualquer pessoa, desde a família e amigos até colegas de trabalho, mentores e treinadores. É uma das chaves para o sucesso de milionários como Warren Buffet.
  5. Aumente sua pontuação de karma. Não se trata apenas de receber e cercar-se das pessoas certas, mas também de dar e tratá-las bem. O karma, enraizado no hinduísmo e no budismo, afirma que as boas intenções e ações contribuem para a felicidade futura. A Lei da Reciprocidade estabelece que você deve tratar os outros como gostaria de ser tratado. E o bilionário Mark Cuban fez dela uma receita de sucesso: “A bondade funciona”, diz ele.
  6. Pratique a gratidão. É bom ser grato… e isso o aproxima um passo do objetivo de ter mais sorte. Sentir gratidão e expressá-la leva os outros a saberem que você aprecia o que eles fazem por você, e a estarem dispostos a ajudá-lo. Mais conquistas e mais momentos positivos se seguirão. “Quando você é gentil com as pessoas ao seu redor, quando você se importa, quando você é empático, você sempre vai obter mais resultados”, afirma o bilionário Mark Cuban.
  7. Relaxe. É muito mais difícil ver o lado positivo das coisas e ter consciência da sorte que se tem em momentos de cansaço, estresse, tristeza… Pelo contrário, o relaxamento e a felicidade tornam mais fácil ver (e aproveitar) as oportunidades que surgem. Uma boa soneca, yoga, técnicas de respiração e meditação podem ajudá-lo.
  8. Seja pró-ativo. Ser proativo, ao invés de reativo, permite exercer mais controle sobre sua situação. Como disse uma vez Richard Wiseman: “As pessoas sortudas tentam as coisas. As pessoas azaradas sofriam de paralisia por análise. (…) Eles não obtêm os benefícios de aprender fazendo”.
  9. Esteja presente. Se você quer que a sorte te acompanhe, você tem que estar nos lugares onde ela aparece (como Picasso e inspiração). É mais fácil ter sorte e encontrar oportunidades se você escolher ser uma pessoa (pró)ativa com uma boa atitude, ir às reuniões certas e se conectar com as pessoas certas. Esteja onde puder, e você acabará encontrando sorte.
Não existe sorte, o que existe é trabalho duro, muito esforço e persistência.