Site Pessoal Profissional, Como criar um Portfólio Online e divulgá-lo ao mesmo tempo

As maneiras de procurar por um emprego têm sofrido modificações significativas ao longo dos anos.

Principalmente com a difusão da internet, cada vez menos as pessoas saem para entregar currículos pessoalmente, enviam cvs por e-mail ou fazem cadastro em sites de empregos.

Todas estas maneiras ainda eram bem populares até a década passada, mas, principalmente depois da pandemia, a grande tendência virou procurar empregos online em plataformas onde você contata o empregador diretamente.

Além disso, a união da vontade do trabalhador de ser independente somada ao fato de que muitos empresários estavam passando por dificuldades financeiras e não podiam contratar, fez com que uma parcela da força de trabalho se tornasse freelancer.

Para um freelancer, uma das principais maneiras de se destacar e obter sucesso com suas propostas é apresentando um bom portfólio ao contratante.

Porém, ainda assim é inegável que freelancers com mais experiência possuem maiores taxas de conversão e lucro por serviço.

Por isso viemos abordar como um freelancer iniciante – ou que ainda está fazendo seu nome no mercado – pode encurtar a distância entre si e um profissional experiente, bem renomado.

Você entenderá o potencial e os benefícios de ter um site pessoal para divulgar o seu portfólio a partir daqui.

O que é um site pessoal?

Um site pessoal é muito semelhante a um site empresarial. No entanto, ao invés de criar um espaço personalizado de uma marca para um público-alvo interessado nos produtos da mesma, o foco aqui é promover as habilidades, projetos e personalidade de uma pessoa apenas.

Em um site pessoal, será possível organizar e personalizar a aparência da visualização do portfólio, o que acaba sendo bem mais atrativo para o contratante interessado.

O resultado é que o freelancer tem maior poder de persuasão e converter mais clientes.

Assim como em um e-commerce cujo site apresenta os diferenciais de uma marca, bem como seus produtos e serviços oferecidos, através de abas acessíveis por um menu inicial, um site profissional pode contar com uma aba para cada categoria do currículo.

Experiências profissionais, área de formação, cursos complementares, habilidades, idiomas que fala, etc. Cada tópico pode ser dividido em abas diferentes para facilitar a visualização.

Dessa maneira, quando você for entregar uma proposta a um potencial cliente, ao invés de enviar um portfólio em PDF – que muitas vezes não pode ser visualizado em celulares ou o empregador tem dificuldades para abri-lo –, ou apenas enviar links dos projetos que já realizou, e que estão online no momento, você demonstra ao seu cliente que se importa de verdade com os projetos em que participa ao enviar um portfólio online, personalizado, integrado ao seu site pessoal.

Por que ter um site pessoal?

Como mencionamos anteriormente, especialmente para freelancers, um site pessoal tem muito valor pois serve como instrumento de persuasão e atribuição de credibilidade aos projetos realizados.

Afinal de contas, um freelancer que investe na sua imagem como profissional é um freelancer que quer crescer – e trabalha para isso.

Contudo, ainda há outros benefícios que criar seu site pessoal pode oferecer.

Muitos clientes/empregadores, antes de encomendar um projeto de um freelancer experimentam colocar o nome do profissional no Google para ver o que pode encontrar sobre ele.

Se o freelancer for experiente, provavelmente aparecerão resultados de vários sites e projetos em que teve participação. Porém, se o freelancer não tiver experiência, o que será que vai acontecer?

Experimente procurar o seu nome no Google para entender o que seus clientes encontram ao pesquisar sobre você.

Talvez eles achem suas redes sociais, mas nada referente ao seu trabalho. Porém, através de um site pessoal, mesmo que você não esteja vinculado a algum site que tenha lhe prestado créditos por seus serviços, você terá sua chance de mostrar seu potencial profissional, e com maestria já que seu cliente chegará a seu espaço personalizado.

Por fim, outro motivo que interessa não somente os freelancers, mas também o público acadêmico e de profissionais experientes que estão buscando novas oportunidades: um site pessoal é uma ótima forma de encontrar parcerias com startups, pesquisadores e grandes empresas que realizam scouting de profissionais.

Divulgue seu site e trabalhe para aumentar o potencial de ser encontrado pelas palavras-chave do seu ramo para ter chances de, em um dia qualquer, receber um contato inesperado, mas muito bem-vindo e ter a chance de mudar de vida.

Como divulgar um site pessoal?

Além das informações pessoais, do seu portfólio e visão de mundo, uma grande sacada é criar um blog em seu site pessoal.

Com ele, você é capaz de classificar seu site pelas principais palavras-chave do seu ramo e gerar tráfego orgânico.

Assim, além de empreendedores que poderão virar seus clientes, você também poderá criar uma rede de leitores, que poderão te convidar para projetos, indicar para outras pessoas ou comprar produtos caso você utilize o espaço do seu blog para anúncios.

As redes sociais também possuem um papel crucial para a divulgação do seu site pessoal. Primeiramente, organize seu perfil: cuide se as fotos e postagens recentes do seu perfil estão coerentes com seu perfil profissional – mas sem perder sua essência como indivíduo.

Então, realize uma publicação no seu perfil mesmo compartilhando com seus amigos e seguidores a sua nova iniciativa. Por fim, associe o link do seu site ao seu perfil, seja na bio ou nas informações sobre o usuário.

Se quiser ir mais à fundo, você pode criar páginas e perfis profissionais dedicados a compartilhar seus projetos.

Dessa forma você poderá captar clientes em várias plataformas e direcioná-los para seu site até com certa facilidade.

Se você possuir um blog, pode também compartilhar seu conteúdo nas redes e ampliar o alcance das suas publicações.

Dicas para ter um site pessoal funcional e eficiente

Vamos abordar brevemente alguns cuidados que você deve ter.

Tenha um site responsivo

Também chamados de sites mobile-friendly, sites responsivos são aqueles que podem ser perfeitamente visualizados tanto em computadores quanto em celulares, tablets, entre outros.

Um site responsivo é crucial pois cada vez mais os usuários navegam por celulares e novas tecnologias estão sendo desenvolvidas para que os celulares consigam realizar muitas das tarefas que eram possíveis somente por desktops, como até mesmo gerir um negócio inteiro.

Disponibilize um CV em PDF

Alguns empregadores, mesmo visitando seu site e podendo ver seu portfólio online, ainda assim irão querer uma versão clássica do seu CV e talvez até uma versão em PDF do seu portfólio.

Torne-os baixáveis através de um clique para facilitar o processo para seu potencial empregador/cliente.

Mantenha o foco do seu site claro

Um site pessoal não é um site comercial: você quer promover seu trabalho e suas habilidades, não vender produtos – seus ou de terceiros.

Para isso, existem duas opções: integrar um blog ao seu site e vender produtos de terceiros através de anúncios. Mas lembre-se de tornar os anúncios visualizáveis somente no blog e tenha a certeza de que os produtos estejam relacionados ao seu nicho e conteúdo.

A outra possibilidade é integrar uma loja virtual. Então, espontaneamente, seu cliente poderá clicar nela e conhecer seus produtos. No entanto, não dê tanto destaque à loja na página inicial para que ela não oculte a real intenção do site.

Com estas dicas em mente, você pode finalmente encurtar a distância entre você e os profissionais mais bem sucedidos da internet.

Conforme for adicionando conteúdo e melhorando o ranqueamento do seu site, além de estabelecer a presença digital do seu nome, os melhores clientes aparecerão e suas propostas terão maiores taxas de conversão.

Utilize um site pessoal para dar um step-up em sua carreira sendo o dono do seu próprio negócio.

Site Pessoal Profissional, Como criar um Portfólio Online e divulgá-lo ao mesmo tempo