Hérnia de disco

Hérnia de disco: conheça 8 sintomas comuns e 8 causas

A hérnia de disco lombar é uma doença mais comum do que se imagina nos brasileiros. Muitas vezes, ela se manifesta através de uma dor incômoda e constante na coluna, que pode estar acompanhada de dor também na bacia. No Brasil, essa doença afeta cerca de 5 milhões de pacientes anualmente.

Apesar de incômoda e dolorosa, a boa notícia é que a hérnia de disco lombar é uma doença totalmente tratável se diagnosticada e acompanhada eficazmente por um médico. Neste artigo, vamos elencar 8 sintomas comuns para que você fique atento e também algumas causas que podem ser responsáveis pelo surgimento da enfermidade.

Sintomas da hérnia de disco lombar

É bastante comum que os sintomas da hérnia de disco apareçam antes mesmo da confirmação da doença. Dores nas costas, que são o principal indício da enfermidade, são muito comuns nos brasileiros e acabam sendo ignoradas, muitas vezes tratadas com relaxantes musculares ou massagens. 

Confira os principais sintomas:

  • Dor nas costas por mais de três meses;
  • Dor nas costas durante o sono e que não para após acordar;
  • Formigamento ou dormência nos braços e nas pernas;
  • Fraqueza nos membros;
  • Dores de cabeça na região da nuca que chegam até os ombros;
  • Dificuldade em se locomover ou levantar algum objeto;
  • Dificuldade para segurar urina;
  • Dificuldade em manter a coluna ereta por mais de 10 minutos.

Já entre os principais fatores que podem desencadear uma hérnia de disco, estão:

  • Carregar peso excessivo;
  • Fazer musculação sem orientação correta de um educador físico;
  • Levantar pesos do chão forçando a coluna;
  • Traumas nas costas;
  • Má postura;
  • Trabalhos que precisem de movimentos repetitivos da coluna;
  • Sedentarismo;
  • Tabagismo.

É importante reforçar que, na grande maioria dos casos, a hérnia não aparece de forma aguda. Ela costuma ser um processo de estresse e lesão repetitiva de disco. 

Com a exceção de hérnias que surgem após traumas, acidentes ou quedas, a maior parte dos pacientes não consegue se recordar de um evento específico que pode ter causado o início dos sintomas da doença. A dor pode surgir mesmo em repouso.

Diagnóstico e tratamento

O exame físico e a história clínica costumam ser suficientes para que o médico diagnostique uma hérnia de disco. Se o profissional quiser comprovar a existência da hérnia, pode ainda solicitar alguns exames, como tomografia computadorizada e ressonância magnética.

O tratamento requer repouso, fisioterapia, compressas mornas, educação postural e acupuntura. Tudo isso costuma aliviar as dores em 90% dos pacientes, que levam até dois meses para retomar suas atividades habituais. O uso de anti-inflamatórios e analgésicos, sempre prescrito por um médico, também pode fazer parte do tratamento para amenizar a dor.

Existem também os hábitos preventivos, como atividade física regular, com alongamento e auxílio de um profissional, além de uma dieta equilibrada, que evite o ganho de sobrepeso no corpo, carregar muito peso e de fumar. Entretanto, o ponto principal continua sendo buscar uma postura corpórea correta. 

Em caso de dores frequentes na lombar, não hesite em buscar um médico para iniciar o tratamento o mais rápido possível.