personalização de camisetas

Como é a experiência com a Ayahuasca?

Como é a experiência com a Ayahuasca? É sobre isso que este artigo aborda, levando em consideração vários adeptos do chá de Ayahuasca

Alguns grupos religiosos, como Santo Daime, União do Vegetal e A Barquinha, fazem uso do Chá de Ayahuasca (ou Chá do Santo Daime) como um ritual sagrado e espiritual, sendo legalizado, para essa finalidade religiosa, no Brasil, pelo Conselho Nacional de Políticas Sobre Drogas, CONAD.

Essa bebida possui uma ação poderosa na mente humana, visto que o efeito enteógeno dela é responsável por acessar áreas adormecidas e profundas do subconsciente.

Os adeptos a Ayahuasca acreditam que, ao consumirem esse chá, há uma espécie de encontro com o divino interior individual, o qual propicia o autoconhecimento que leva a uma possível mudança interna e, por conseguinte, uma mudança externa.

Aqueles que já fizeram uso do chá de Ayahuasca possuem visões ou “mirações” acerca de ideias, experiências e conhecimentos internos, os quais precisam ser, gradativamente, decifrados.

Dessa maneira, cada pessoa possui uma experiência diferente e muito particular, podendo acessar memórias prazerosas, de felicidade, de tranquilidade e de relaxamento ou podendo ficar exposto a sentimentos diversos, como dor, raiva, traumas, sofrimentos e outros tipos de comportamentos que são ou que já foram prejudiciais ao indivíduo de alguma maneira.

Mas, afinal de contas, qual é o objetivo e quais as possibilidades oferecidas àqueles que optam por vivenciar essa experiência com a Ayahuasca? Continue a leitura deste artigo para entender melhor acerca desse assunto!

EXPERIÊNCIA E OBJETIVO DO USO DO CHÁ DE AYAHUASCA

  • A experiência oferecida pelo chá de Ayahuasca, somada aos rituais espirituais, tem o objetivo de trazer benefícios no quesito da saúde mental e do desenvolvimento/crescimento/evolução espiritual dos indivíduos.
  • A Ayahuasca oferece uma espécie de confronto com diversas questões internas do próprio indivíduo. Com isso, é possibilitado, com essa experiência, a resolução de problemas específicos que estão presentes no subconsciente e que podem ser a origem de uma série de fatores negativos que afligem a saúde física e mental da pessoa.
  • O Chá do Santo Daime permite o indivíduo ir de encontro a memórias, bem profundas, as quais foram responsáveis pela construção da identidade e do padrão comportamental do indivíduo, isto é, a pessoa consegue identificar determinados aspectos que, sem a consciência expandida, não fariam sentido para ela.
  • Essa bebida ajuda o indivíduo a liberar as suas emoções, revivendo lembranças e experiências, sejam elas positivas ou negativas.
  • O chá de Ayahuasca possibilita a reconexão com os sentimentos verdadeiros do indivíduo.
  • A experiência com essa bebida permite o reencontro com sensações de felicidade, embasada na simplicidade, as quais deixaram de ser lembradas ou deixaram de ser importantes para a pessoa em determinado momento. Com isso, o indivíduo é capaz de fazer uma reavaliação dos reais valores da vida.

Em suma, a experiência com o chá de Ayahuasca é relatada como uma das formas mais incríveis no que diz respeito a fazer uma autoanálise, de entender cada questão escondida no subconsciente individual, de compreender os próprios sentimentos, de conhecer a si mesmo, de reavaliar diversas questões internalizadas, de reviver momentos importantes, os quais não eram lembrados, de resolver e de se libertar de certas situações interiores.

É válido ressaltar que, apesar de na maioria dos relatos serem abordados como uma experiência positiva, existem alguns efeitos colaterais provocados por essa bebida, como vômitos, náuseas e diarreias.

Entretanto, esses efeitos físicos, que são chamados, nos rituais espirituais, sagrados e religioso, de “Pêia” (significa sofrimento), são designados como uma forma de purificação e de limpeza interior, haja vista que, ao ter esses sintomas, a pessoa está colocando para fora do corpo e da mente aspectos carregados de negatividade.

CONCLUSÃO

Em mundo onde a sociedade vive em uma constante alienação, em uma rotina de falta de tempo e de correria do dia a dia, devido ao desenvolvimento da globalização, o qual é dado informações a todo instante, a reflexão, a compreensão, o conhecimento e a análise de questões interiores e externas acabam sendo negligenciadas pelos indivíduos.

Isso pode ocasionar o desenvolvimento de uma série de questões emocionais e físicas prejudiciais, então, a busca por entender a si mesmo, por resolver questões e problemas que, às vezes, nem é sabido, ao certo, de onde e/ou porque surgiu, acaba sendo uma grande necessidade dos indivíduos.

Diante desse fato, a busca pelas experiências oferecidas pela Ayahuasca tem sido maximizada, de modo, significativo. No entanto, o uso desse chá, não pode ser feita de forma indiscriminada!