4 problemas que todos os corredores precisam evitar

4 problemas que todos os atletas que praticam corridas precisam evitar

Como uma das práticas físicas mais populares em todo o mundo, a corrida exige alguns cuidados no que se refere à hidratação, às roupas, aos calçados e ao aquecimento.

Os benefícios da corrida para a saúde humana já são conhecidos há um bom tempo: prevenção de doenças cardiovasculares, fortalecimento de ossos e músculos, ampliação da memória e da capacidade de concentração, melhora da qualidade do sono e da respiração, redução do estresse, aumento do condicionamento físico, entre outros.

Contudo, como qualquer outra atividade física, a corrida requer alguns cuidados a fim de não prejudicar o organismo, o que envolve os lugares e os horários mais adequados para essa prática, além da preparação e do pós-treino, incluindo alimentação, as roupas e os calçados usados durante a prática.

Por isso, se você está em busca de uma roupa confortável para começar a correr regularmente, confira alguns problemas bastante frequentes que todos os corredores precisam evitar para manter a saúde e o conforto nas pistas.

Assaduras

Este é um problema clássico para quem gosta de correr. As assaduras são inflamações da pele, ocorrendo a partir do atrito natural entre o tecido e algumas regiões, como a virilha, as coxas e os mamilos.

Durante as atividades físicas, a repetição de movimentos e o suor abundante são os fatores que intensificam o surgimento de assaduras. Por isso, é fundamental comprar roupas confortáveis para correr, que permitam uma boa transpiração da pele e retenham pouco suor.

Uma boa opção são os tecidos mais leves, como a poliamida e o poliéster, que são bastante usados por quem adora exercícios físicos. Outra possibilidade é aplicar vaselina nas regiões do corpo em que costumam ocorrer as assaduras, o que ajuda a pele a deslizar durante os movimentos repetidos, sem friccionar com tecidos ou outras partes do corpo.

Desidratação

Este é um dos maiores desafios de quem pratica exercícios físicos regularmente, especialmente aqueles de maior intensidade, como a corrida. A ingestão de líquidos durante essa prática é mais difícil, já que o corpo está em movimento, e interromper a corrida costuma afetar o ritmo do praticante.

Contudo, não é recomendado sair para correr sem levar uma garrafa contendo água ou alguma bebida com eletrólitos, que ajudam a repor os sais minerais perdidos durante o exercício.

É importante lembrar de hidratar-se antes de começar a correr, mas é preciso equilibrar bem a quantidade de líquidos ingerida para não precisar parar e usar o banheiro. Ao fim da corrida, também é preciso se hidratar, sem esperar chegar em casa para fazer isso.

Bolhas

Embora sejam pequenas, as bolhas são capazes de estragar uma corrida e fazer a pessoa parar poucos metros após o início da atividade. Uma dica valiosa é nunca estrear um tênis na hora de sair para correr: comece a usá-lo alguns dias antes, para que vá se ajustando ao formato do seu pé.

Por isso, invista em tênis confortáveis e adequados para a corrida, que exigem um amortecedor mais potente em comparação a outros modelos. Um detalhe que pode passar despercebido, mas que também é importante, é usar meias confortáveis, que permitam uma boa circulação de ar nos pés. Ainda é indicado priorizar poliéster ou poliamida, já que o algodão retém muito o suor, o que pode prejudicar o seu desempenho.

Câimbras

É praticamente impossível encontrar alguém que nunca tenha interrompido uma corrida por sentir aquele formigamento nas pernas ou nos pés: as famosas câimbras. Elas costumam surgir quando há uma alteração nos níveis de sódio ou potássio das células musculares.

Quando uma câimbra acontece, é preciso parar de correr imediatamente, pois esse é um sinal de que algum limite foi ultrapassado. Uma boa dica é ingerir bebidas esportivas com eletrólitos para repor os sais minerais que serão perdidos durante o exercício. Outra recomendação imprescindível é fazer um bom aquecimento antes de começar a correr.