Bem-estar e qualidade de vida do seu filho

Crianças são curiosas, aventureiras e não podem ver uma bagunça que já querem explorar; mas para manter a diversão dos pequenos é necessário pensar no bem-estar e qualidade de vida da criança, priorizando a saúde dos pequenos.

Qualidade de vida do seu filho
Para isso, alguns cuidados precisam ser tomados pelos pais, para que a preocupação seja apenas a roupa suja e não um filho abatido e doente.

Como manter o bem-estar infantil

O principal cuidado para manter o bem-estar infantil é manter a saúde da criança.

Esse cuidado começa desde o pré natal e deve ser estendido até a vida adulta. Além de um bom acompanhamento médico, algumas atitudes podem ser praticadas.

Atividade física

Esse é um fator que tem ficado um pouco de lado na vida das crianças. Devido às novas tecnologias, eles estão ficando cada vez mais dentro de casa e estão parando de se movimentar.

Esse é um grande problema para o desenvolvimento infantil, pois faz as crianças desenvolverem ansiedade, estimula o sedentarismo e atrapalha a criação de laços de amizade.

Em contrapartida, a prática de atividade física é muito benéfica para a saúde infantil. Isso porque ela faz com que a criança gaste energia, trazendo ainda diversos benefícios como:

  • Liberação de endorfina;
  • Ajuda a ter mais disposição;
  • Controla a obesidade;
  • Ajuda na socialização infantil;
  • Reduz riscos de doenças cardiovasculares.
A partir dos três anos, os pais já podem colocar a criança para praticar atividades como natação e dança.

A partir dos seis, já é indicado que eles pratiquem pelo menos uma hora de atividade por dia.

Contudo, isso não quer dizer que o pequeno precisa ter uma agenda lotada, afinal, brincadeiras como pular corda e esconde-esconde já são o suficiente para colocar o corpo da criança em movimento e trazer os benefícios mencionados.

Cabe ainda ressaltar que antes de iniciar uma atividade, conversar com o pediatra e buscar orientações é essencial para uma atividade eficaz e centralizada nas necessidades específicas dos pequenos.

Alimentação

Outro fator que influencia diretamente na saúde da criança é a alimentação.

O cardápio infantil deve ser regrado desde o começo da introdução alimentar, pois é neste momento que eles irão aprender a comer legumes, verduras e criaram o seus hábitos e gostos alimentares.

Além disso, a criança aprende por observação, por isso, não adianta obrigá-los a comer brócolis na adolescência, se esse não é um item comum nas refeições da família.

Não podemos ignorar que os doces e guloseimas fazem parte da vida infantil, mas o ideal é que esses alimentos sejam consumidos esporadicamente.

Para isso, ofereça apenas aos finais de semana ou como sobremesa em situações específicas.

Não estimule o consumo excessivo de açúcares, pois ele é um dos grandes causadores da obesidade e das cáries.

Inclusive sem os devidos cuidados a cárie pode ser um quadro comum de problema bucal em crianças e ao atingirem a raiz dos dentes permanentes pode levar a extração de dente.

Saúde bucal

A saúde bucal infantil precisa de atenção antes mesmo do nascimento dos primeiros dentes de leite e, nesse sentido, o acompanhamento com um dentista auxilia na orientação sobre a higiene e os cuidados necessários nas fases de crescimento.

A partir do nascimento dos dentes, já é necessário fazer a higienização com escovação, seja com uma escova infantil ou com uma dedeira de silicone.

Assim como na alimentação, é neste período que eles criam o hábito da limpeza bucal; quando a criança já conseguir realizar a escovação sozinha, faça deste um momento divertido e leve-a a uma consulta para aprender a forma correta de realizar a tarefa.

Um dos dilemas da saúde bucal infantil é o uso da chupeta. O recomendado é que o uso seja no máximo até os três anos, após isso, a estrutura dentária pode ser comprometida.

Além do comprometimento que a chupeta pode causar na mastigação, algumas questões genéticas pode influenciar na dentição.

Independentemente do caso, o uso do aparelho ortodôntico é necessário para alinhar a dentição, corrigir a mordida e, até, auxiliar na respiração da criança.

Cabe dizer neste ponto que existem diversos modelos de aparelho, sendo desde alinhadores móveis e fixos tradicionais até os modelos estéticos.

Contudo, os modelos metálicos – principalmente conforme a idade – podem não ser confortáveis e podem causar incômodo até em relação à imagem.

Para isso, uma nova tecnologia odontológica foi desenvolvida, amenizando a interferência estética e oferecendo os mesmos resultados.

O aparelho Invisalign é removível e criado conforme o molde da arcada dentária, sendo mais confortável e não aparecendo.

No entanto, não é uma opção muito indicada para crianças novas, pois necessita de muita atenção e comprometimento.

O aparelho ortodôntico transparente pode ser removido na hora da higiene e da alimentação, mas se não houver a responsabilidade de usar sempre e higienizar corretamente, o tratamento não funcionará.

Como podemos perceber, a saúde bucal é um fator que influencia no momento atual e no futuro da criança, por isso merece tanta atenção.

Pense, por exemplo, nos procedimentos médicos e tratamentos na fase adulta. No caso de um clareamento dental, além de realizar a limpeza e o tratamento com um profissional, a manutenção diária deve ser feita para garantir a qualidade dos resultados a longo prazo.

Mais ainda, as medidas que antecipam esse cuidado/tratamento são determinantes para o resultado obtido.

Assim, com os cuidados corretos no decorrer da vida, diversos problemas serão evitados e, caso seja necessário realizar algum procedimento para estética ou mesmo corretivo, o controle será facilitado – reduzindo riscos e ampliando os resultados obtidos.

Como manter os cuidados dentro da escola

A criança já aprendeu a realizar a higiene bucal e tem uma alimentação balanceada, mas como manter isso na escola?

Essa é uma preocupação comum e muito válida, afinal, a instituição de ensino é o lugar no qual a criança passa a maior parte do seu tempo. Por isso, antes de escolher uma escola é importante conhecer seus métodos de higiene e até campanhas que possam existir.

Ou seja, é preciso escolher uma escola que esteja alinhada com as práticas atribuídas à criança e incentive o cuidado e bem-estar dela.

Para contribuir com a higiene fora de casa, é possível montar um kit com escova, creme dental e uma toalha, inclusive, em ações de educação sobre a higiene bucal um kit semelhante pode ser distribuído.

Com isso, a criança terá as ferramentas para realizar a limpeza bucal de forma correta.

Já na alimentação, faça lanches saudáveis e evite salgadinhos, refrigerante e fritura. Lembre-se que o pequeno comerá o que estiver na lancheira, por isso, invista um tempo para esse preparo.

Mas esses não são os únicos cuidados dentro da escola ou no percurso até em casa. Afinal, a segurança é fundamental em qualquer momento, principalmente na escola.

Pense, por exemplo, no horário de pegar as crianças – que pode ser estressante e corrido, demandando aguardar a saída em meio a outros pais.

Além disso, conforme a criança cresce é comum que outros métodos de mobilidade sejam incluídos na rotina, como as vans escolares.

Nesse contexto, com o advento da tecnologia, muitas ferramentas podem ajudar. Seja para ensinar sobre a higienização, para realizar as tarefas diárias e até mesmo para garantir a seguridade das crianças na saída da escola/volta para casa existem aplicativos que podem ser usados.

Em relação ao transporte, é possível encaminhar notificações automáticas para a escola ao se aproximar do prédio, informando a espera da saída do aluno. Por meio de ferramentas é possível preparar a criança antecipadamente, garantindo uma saída tranquila e segura.

Já no caso das vans escolares há opções de acompanhamento da rota em tempo real, garantindo a adoção de práticas mais responsáveis pela criança – ao mesmo passo que a segurança é garantida, tranquilizando os pais.

Com isso é nítido que o bem-estar infantil está associado a vários fatores, desde a alimentação correta, passando pelo hábito de asseio, até aspectos de educação e segurança.

Por isso é importante procurar por redes que implementem esses cuidados, pois eles influenciarão durante toda a vida dos pequenos. Portanto, dedique tempo ao seu filho e busque sempre o melhor para ele.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Clínica Ideal, plataforma especializada em marketing e gestão para consultórios e clínicas odontológicas.