Small Caps: tire todas as suas dúvidas sobre esse investimento

Entenda de uma vez por todas o que são os Small Caps e saiba tudo sobre elas e a sua forma de funcionamento. Além disso, descubra se valem a pena e como investir.

De uns anos para cá, o número de investidores brasileiros vem crescendo cada vez mais. A população como um todo parece ter entendido que investimentos são necessários e muito bem-vindos para a complementação da renda, principalmente depois da reforma da previdência e da crise do novo coronavírus. 

Small Caps

Além disso, compreenderam que eles não são um bicho de sete cabeças que muita gente ainda acredita e qualquer pessoa pode investir, independente do valor aplicado. Assim, a situação mudou bastante e, hoje em dia, boa parte dos investidores já sabe tudo sobre previdência privada, levando essa parcela da população a se aventurar em novas aplicações, com rendimentos e riscos diferentes.

Dessa forma, os olhos têm se voltado diretamente para os small caps. Para entender melhor sobre esse tipo de aplicação, é preciso saber o que é e como ela funciona. Muitas vezes, as pessoas acreditam que todos os investimentos são indicados para o seu perfil e, na realidade, não é bem assim.

Antes de fechar negócio, você deve compreender muito bem como os Small Caps funcionam e decidir se eles se enquadram nos seus planos financeiros ou não. 

O que são Small Caps?

Ao pensar sobre a Bolsa de Valores, nossa cabeça automaticamente remete à uma imagem praticamente cinematográfica, na qual muitas ações de empresas enormes são negociadas todos os dias ao redor do mundo.

Apesar de, em parte, essa imagem ser real, as ações de grandes empresas não são as únicas do mercado.

É aí que entram os Small Caps: ações de empresas de baixa capitalização, que também podem ser conhecidas como ações de segunda ou terceira linha. 

Como no mercado financeiro, as companhias são divididas pela capitalização ou valor de mercado, as Small Caps são entendidas como ações de pequena capitalização. Apesar de, em parte, ser uma noção verdadeira, às vezes essa ideia pode fazer você perder dinheiro. 
Por exemplo, se você deixar de investir em uma empresa somente porque ela é cotada como Small Caps, sem realmente verificar o tamanho das suas ações, você poderá perder boas oportunidades de investimento e alta rentabilidade.

Além disso, também é possível classificar como Small Caps ações que não apresentam a mesma liquidez de ações das grandes empresas da Bolsa de Valores.

Isso significa que, ao comparar o volume de negócios que são realizados na bolsa, essas ações apresentam menor volume do que as chamadas de primeira linha. 

Quais os riscos de investir em Small Caps?

Tomar a decisão de investir ou não em alguma ação é algo que precisa ser bem estudado e analisado de acordo com o perfil de investimento de cada um.

Isso significa que, apesar de uma ação Small Cap ter alto potencial para crescimento e valorização ao longo do tempo, também pode ser uma estratégia perigosa.

Esse risco se dá, principalmente, devido a correções no valor ou fusões entre empresas concorrentes. Por isso, é sempre interessante manter seus conhecimentos atualizados para decidir com sabedoria onde aplicar seu dinheiro. 

Características dos Small Caps

Para investir em Small Caps é necessário, portanto, ficar atento a algumas características. Como, normalmente, essas são empresas que estão iniciando agora sua caminhada pelo mercado financeiro, o seu futuro é imprevisível.

Da mesma forma que podem ter um crescimento excelente, também podem não evoluir da maneira esperada. Dessa forma, é interessante observar alguns fatores antes de investir nas Small Caps:

  • Baixa liquidez: normalmente, as ações de Small Caps não apresentam um alto volume de negociação, assim, o risco de comprar e não conseguir vender é um pouco maior se comparado à empresas maiores e mais conhecidas;
  • Análise dificultada: esse parâmetro muitas vezes fica à desejar, visto que por serem ações novas na bolsa ou, até mesmo, empresas novas no mercado, não existe um padrão gráfico estabelecido ou uma análise dos fundamentos de gestão. Esse cenário acaba por culminar em dados que podem não ser muito confiáveis;
  • Imprecisão na precificação: é comum que haja uma certa dificuldade em precificar as ações de uma empresa nova de maneira correta e que seja compatível tanto com a valorização de marca da empresa quanto com as operações realizadas pela mesma. É preciso ter em mente que da mesma forma que as ações podem crescer, também podem cair vigorosamente;
  • Incerteza do crescimento: é necessário se atentar para o fato de que as operações das Small Caps podem não ser sólidas e saudáveis o suficiente. Além disso, o capital pode ser mal investido ou até mesmo, a empresa pode estar em via de falência ou recuperação judicial. É preciso lembrar, portanto, que o investimento é incerto. 

Vale a pena investir em Small Caps?

Afinal, será que compensa investir nesse tipo de ação? Para você encontrar essa resposta, precisa ter em mente que as classificações de empresas grandes ou pequenas são muito subjetivas e nem sempre transparecem exatamente a situação real.

Isso significa que, por exemplo, grande capitalização significa menor risco, apesar das empresas maiores serem mais bem avaliadas no mercado.

Assim, é preciso ter um bom conhecimento sobre o mercado financeiro e entender algumas variedades de estratégia de investimento para saber como reagir a cada cenário.

Esse tipo de conhecimento e noção ajuda – e muito – na hora de decidir por investir em Small Caps. Apesar de serem ações que precisam de um pouco mais de atenção, vale a pena analisar se o seu perfil se encaixa nesse tipo de aplicação.