Condomínios e épocas de chuvas: como se preparar

Confira neste artigo o básico que precisa ser feito em condomínios para se preparar para as épocas de chuvas que logo logo estarão chegando!

Chegamos ao mês de dezembro e junto dele vem o verão, um período de altas temperaturas, mas também de fortes chuvas.

Por isso, se preparar e garantir a segurança de todos que moram e trabalham no condomínio é essencial, afinal de contas, essas chuvas podem ser bastante prejudiciais, gerando diversos problemas como:

  • Acidentes;
  • Alagamentos;
  • Enchentes;
  • Danos estruturais;
  • Goteiras;
  • Infiltrações;
  • Queda de árvores;
  • E até mesmo mortes.

Sendo assim, para evitar esses e outros problemas, é de suma importância que o condomínio esteja preparado para enfrentar essas situações.

Agora, como se preparar? Seguindo as dicas que falaremos a seguir!

Como condomínios devem se preparar para épocas de chuva

Tudo começa com avaliações minuciosas (com antecedência) para verificar a necessidade de reparos, manutenções, trocas e ajustes.

Dessa forma, será possível investir em ações antes que o período de chuvas chegue.

Portanto, se você é um síndico ou gestor de condomínios, comece já essa vistoria. Não deixe para última hora.

Além disso, há outras medidas fundamentais que também precisam ser adotadas. Veja!

Calhas, grelhas, ralos e tubulações

Como está o estado das calhas, das grelhas, dos ralos e das tubulações do condomínio? Estão limpas e funcionando bem? Ou estão sujas, danificadas e com detritos acumulados?

Esse é um ponto essencial que precisa ser avaliado e corrigido (se necessário), pois em fortes chuvas, estes itens podem gerar entupimentos, inundações e outros estragos.

Lajes, telhas e telhados

Agora vamos para a parte superior. Como está a condição das lajes, telhas e telhados? Tudo ok? Ou há telhas soltas, com rachaduras, danificadas e que precisam ser trocadas?

Este ponto também é importante, pois assim é possível analisar possíveis problemas e fazer os reparos e trocas necessárias antes que as fortes chuvas comecem.

Imagina descobrir só no dia de uma tempestade que há telhas quebradas e que precisam ser trocadas? Até isso ser feito, provavelmente o problema já estará gerando uma certa dor de cabeça.

Poda de árvores

Como dissemos no início do artigo, em épocas de fortes chuvas pode haver quedas de árvores. Por isso, é fundamental verificar essa questão com antecedência e entrar em contato com a prefeitura para que seja feita uma poda, caso necessário.

Isso porque, quedas de árvores podem gerar diversos problemas e prejuízos como danos ao condomínio, à carros próximos, à fiação elétrica ou pior, podem acabar atingindo pessoas.

Água parada

Outro aspecto que merece atenção em condomínios, não só em épocas de chuvas, mas durante o ano todo é a água parada.

Isso porque, como estará chovendo bastante, é comum que alguns pontos fiquem com um certo acúmulo de água e tal situação pode facilitar a procriação do mosquito da dengue.

Portanto, evite essa situação e não deixe a água parada.

Para-raios

Você sabia que o Brasil é o país campeão em quedas de raios no mundo? Pois é, dados recentes do INPE – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais mostram que mais de 75 milhões de descargas elétricas caem aqui todos os anos!

É um número bastante alto e assustador, visto que os raios podem causar diversos prejuízos, problemas e até mesmo mortes.

Por isso, outra maneira de garantir mais segurança em um condomínio durante fortes chuvas é ter um ou mais para-raios instalados. Porém, não basta apenas ter o dispositivo e pronto, está tudo certo.

É preciso que a instalação seja feita por uma empresa especializada, que elabore o projeto SPDA e que faça as vistorias e manutenções necessárias para que o dispositivo continue funcionando sempre da maneira adequada.

Inclusive, se acontecer algum problema por conta de um raio que caiu no condomínio e o dispositivo não estiver com a manutenção em dia, a seguradora pode não pagar a indenização, alegando falta de manutenção necessária em relação ao para-raios.

Comunicação

Outro aspecto de suma importância para condomínios (ainda mais em épocas de chuvas) é a comunicação, que deve ser clara e frequente entre o síndico, os moradores e os colaboradores do local.

Sendo assim, é fundamental colocar avisos e lembretes e dar dicas/recomendações para que todos fiquem seguros, não corram riscos e não tenham graves problemas.

Placas, avisos em murais, nos elevadores ou até mesmo no grupo do WhatsApp do condomínio já ajudam bastante.

Bônus

Para finalizar, separamos mais quatro dicas importantes para condomínios em épocas de chuvas:

  • Teste e verifique todo o sistema de iluminação de emergência;
  • Faça a limpeza do poço do elevador;
  • Confira o estado e o funcionando das bombas;
  • E faça uma revisão do gerador, caso o condomínio tenha um.