Principais dicas para quem deseja investir em criptomoedas

Números recentes confirmam a expansão do mercado das criptomoedas, com isso, claro, é normal que cresça também o interesse de investidores pelas moedas digitais.

No entanto, por mais atraente que seja esse universo de ativos digitais, é preciso muita cautela, ou seja, não ir com tanta sede ao pote antes de considerar alguns pontos, sobre os quais falaremos neste artigo.

Primeiramente, é preciso ter em mente que esse tipo de investimento também oferece riscos, sendo fundamental procurar pesquisar muito antes de sair comprando criptomoedas, e não somente a melhor moeda, mas também e principalmente, uma boa Exchange, ou seja, uma corretora que seja segura e transparente, como a KuCoin, por exemplo.

É muito importante que os investidores que queiram começar a investir em cripto  direcionam seus recursos de forma mais assertiva e menos arriscada, após uma análise consistente do mercado de criptoativos.

Busque informação

O que não faltam hoje na internet são canais de informação, facilitando para quem quer começar a investir em criptomoedas mas não sabe nada sobre esse mercado.

No entanto, a dica é procurar se informar em canais oficiais, como as próprias plataformas, corretoras, que passarão informações reais e precisas sobre esses criptoativos. 

Enfim, não se deixe enganar por todo esse furor em torno das moedas digitais, justamente, para evitar golpes, esquemas ilegais e prejuízos. 

Confira abaixo cinco dicas importantes para quem quer começar a investir em criptomoedas:

1 – Entenda o que é e como funciona a blockchain

Blockchain é, simplesmente, a tecnologia por trás das criptomoedas, o algoritmo que reúne os dados e informações sobre as moedas e os investidores, a base para qualquer aplicação no mercado de criptoativos.

Procure ler sobre o assunto para saber e entender como as criptomoedas são criadas, valorizadas e desvalorizadas.

2 – Não compre por impulso

Se está começando agora, provavelmente, não sabe muito bem em qual moeda investir, por isso, a importância de contar com o suporte de uma boa corretora, que vai saber indicar em que moeda investir, já tendo em mente que é um investimento que funciona a longo prazo. 

Pode parecer algo pessimista, mas a principal dica é: só invista aquilo que efetivamente não lhe causará transtornos financeiros, caso ocorra uma perda total.

3 – Procure uma exchange confiável

Como dito acima, as Exchanges, ou corretoras, são especializadas na negociação de criptoativos, na verdade, funcionam como uma plataforma digital, intermediando a compra e venda de criptomoedas  e tokens.

Porém, algumas são mais confiáveis e oferecem um suporte, sendo as ideias para quem está começando. Um bom exemplo é a KuCoin, que também oferece um gráfico de  BTCUSDT, em tempo real, que permite comparar o valor das criptomoedas com o dólar, para ajudá-lo nas negociações.

4 – Comece pelos criptoativos mais consolidados

Nada de ir com muita sede ao pote, comece devagar e com as criptomoedas de maior capitalização de mercado, como bitcoin (BTC) e ether (ETH), por exemplo, que não só são as mais cotadas, como as mais seguras.

Com o tempo, você pode avançar para outras moedas, no entanto, sem ultrapassar as 10 mais populares.

5 – Mantenha-se atualizado 

A quinta dica é procurar se manter sempre atualizado, pesquise muito sobre esse novo mercado, lembrando que investir em criptomoedas é apostar em uma grande inovação tecnológica, que demanda calma e paciência. 

Principais dicas para quem deseja investir em criptomoedas