A importância da manutenção preditiva nas empresas

Como o próprio nome sugere, manutenção preditiva é fazer a inspeção, acompanhamento e monitoramento das máquinas. Evidentemente, isso irá permitir ter um maior controle sobre suas condições de funcionamento, assim como, através de dados coletados, identificar a presença de desgaste dos equipamentos.

É importante ter em mente que só através de um cuidado maior, e acompanhamento de todo o processo natural de desgaste, que é o que significa a manutenção preditiva, será possível aumentar a vida útil dos equipamentos e, claro, ainda melhorar a performance dos mesmos.

E não é só isso, é preciso nessa hora considerar também que a manutenção preditiva passa a segurança fundamental quando o assunto envolve máquinas, e assim, evita desmontagens desnecessárias, que tento prejudicam a produtividade.

Como funciona a manutenção preditiva?

Quanto ao funcionamento da manutenção preditiva, para um diagnóstico preciso dos equipamentos, ela é feita com a ajuda de aparelhos de termografia, ferrografia, ultrassonografia, análise de vibrações e de pressões. 

Assim, de uma forma mais precisa, sempre que é detectada alguma irregularidade, então, é feito um diagnóstico focado em descobrir a origem do problema, assim como, a solução ideal. 

Cada equipamento, no entanto, pede um tipo de método a ser utilizado na manutenção preditiva, dentre eles, podemos destacar: 

Estudo de vibrações

Quando estão em funcionamento, as máquinas produzem vibrações que, a longo prazo, levam a um processo de deterioração, e é possível, através de captadores, colocados em pontos estratégicos do equipamento, observar a evolução dessas vibrações e descobrir o estado da máquina, identificando possíveis falhas, desde acoplamentos desalinhados, rolamentos deteriorados, entre outras.

Análise dos óleos

Através da manutenção preditiva, é possível saber qual o momento ideal para a troca e renovação de óleos, o que é possível através de técnicas de laboratório com reagentes, instrumentos e equipamentos. 

Análise do estado das superfícies

Através de uma observação mais detalhada, ou por meio de técnicas como endoscopia, holografia, entre outras, é possível analisar o estado da superfície, ajudando a detectar possíveis desgastes nas peças, provocadas pelo atrito, tornando possível também controlar melhor a deterioração das máquinas e equipamentos.

Análise estrutural

Através de sistemas portáteis de monitoramento, com ultrassonografia, holografia, radiografia, gamagrafia e ecografia, um técnico consegue coletar dados para detectar possíveis fissuras, trincas e bolhas nas peças.

Vantagens da Manutenção Preditiva

Sem dúvida, a manutenção preditiva acaba facilitando a vida do empresário, já que através dela é possível prever e evitar possíveis falhas e, dessa forma, não prejudicar a produtividade da empresa.

Isso sem falar nos riscos de uma empresa grande, por falta de uma manutenção acabar tendo que arcar com enormes prejuízos, tanto a nível de produção, como custos envolvidos.

Por tudo que implica, a manutenção preditiva, na verdade, é fundamental para empresas que querem agilizar e otimizar todo o processo de produção, sempre com a segurança nos equipamentos, os quais têm sua vida útil maximizada.

Sustentabilidade

Até no que diz respeito à  sustentabilidade a manutenção preditiva é vantajosa, já que ela é feita da forma correta, e regularmente, faz com que o consumo de energia fique dentro dos padrões de normalidade, resultando em mais economia.

Isso sem falar que investir em manutenção preditiva ajuda a aperfeiçoar os sistemas, o que acaba ajudando a diminuir as perdas e desperdícios, por exemplo, causados por vazamentos de ar comprimido e água, o que sugere maior sustentabilidade no processo.

Enfim, por tudo o que foi visto, a manutenção preditiva é essencial na hora de agilizar e otimizar todo o processo de produção, detectando precocemente possíveis falhas e irregularidades, de uma forma mais econômica e segura. 

A importância da manutenção preditiva nas empresas