Como economizar na alimentação?

Os preços dos alimentos estão subindo mas o salário não aumenta? Acalme-se, não entre em pânico – vamos aconselhá-lo sobre como economizar em alimentos, para que seja simples e realmente eficaz e, ao mesmo tempo, não exija muito sacrifício.

Como economizar na alimentação? Quanto você pode economizar?

A vida está se tornando cada vez mais cara. As alterações climáticas que provocam secas e colheitas piores, situação geopolítica que afeta o aumento dos preços da energia, inflação – tudo isso significa que pagamos cada vez mais quando fazemos nossas compras diárias de alimentos. 

Ao mesmo tempo, no entanto, ainda desperdiçamos muita comida. Como economizar na alimentação?  Quanto você pode economizar?

Ao começar a reduzir o orçamento doméstico, lembre-se que você pode economizar em alimentos, mas para a saúde não vale a pena. Por quê? Porque comer menos ou comer produtos de baixa qualidade, mais cedo ou mais tarde, afetará sua saúde. E você pode acabar com problemas de longo prazo. Seu corpo precisa de um suprimento regular de nutrientes. Quando não os recebe, inicialmente reage com problemas de pele e cabelo (como queda de cabelo ). 

As deficiências de vitaminas e minerais também podem afetar, por exemplo, a sua imunidade. Você acaba gastando o dinheiro que não gastou com alimentação em consultas médicas e medicamentos. A cozinha não é um lugar para economizar ao máximo – apenas para economizar com sabedoria. Como fazer isso? 

Existem muitas maneiras, e a base é determinar o orçamento que você pode gastar todo mês comendo e controlando seus caprichos (porque na maioria das vezes eles o arruínam). 

Listas de compras, planos de refeições, compra de produtos sazonais e aqueles com prazo de validade curto – isso é apenas o começo. 

1. Defina seu orçamento 

Primeiro, verifique quanto você gasta por mês em alimentação e, em seguida, compare com o quanto deseja gastar. A resultante entre esses valores é o seu orçamento alimentar planejado. Atenha-se a ele por um mês e depois verifique – se você pode economizar ainda mais ou se custa muito (tempo para fazer compras e tempo gasto na cozinha, desistindo de todos os seus caprichos, não tendo suas refeições favoritas).

2. Planeje seu cardápio semanal

No final da semana, planeje suas refeições para a próxima semana. Isso permite determinar quais alimentos você precisará e comprá-los durante uma ou duas idas ao supermercado. Assim evita comprar no mercadinho da esquina, onde normalmente é mais caro.

3. Atenha-se à sua lista de compras

Muitos especialistas em vendas estão trabalhando para deixar seu cérebro maluco no meio de milhares de produtos em embalagens coloridas, inscrições em vermelho “Promoção!!!”, cheiro de pão fresquinho, mensagens sobre descontos – tudo isso foi pensado para fazer o cliente perder o autocontrole e comprar mais do que precisa. 

Quando for às compras, mantenha sua lista de compras. Você evitará gastos espontâneos e economizará. Dica útil – ao fazer uma lista de produtos alimentícios, anote os produtos nas seções: carne, laticínios, legumes, pão. Será mais fácil para você usar essa lista e evitará correr pela loja entre os departamentos.

4. Não vá ao mercado “com fome”

Sempre vá às compras com o estômago cheio. Com fome, você compra mais – este é um fato confirmado por pesquisas científicas. Além disso, compramos mais do que apenas comida quando estamos com fome – também gastamos mais em compras não alimentares.

5. Faça grandes compras uma vez por semana

E compre em lojas baratas. Se você for fazer compras uma vez por semana, vale a pena ir até a loja no meio da cidade, se souber que vai economizar muito nessa viagem. Uma ida ao supermercado e uma/duas ao mercado ou quitanda devem ser suficientes (além de uma ida diária para pão fresco).

6. Quando pedir comida, procure os descontos

Costuma pedir comida? Procure pedir uma vez na semana apenas, e sempre buscando descontos em aplicativos, como o cupom aiqfome, por exemplo. Muitas vezes, buscar a praticidade de pedir comida pode trazer problemas financeiros. Então tente economizar o máximo possível com isso.

7. Procure descontos no mercado também – mas não exagere

Confira e compare – às vezes os preços normais dos produtos escondidos nas prateleiras inferiores são mais baixos do que os promocionais. Verifique também os produtos com prazo de validade curto – eles costumam ter descontos.

Como economizar na alimentação?