Fundação de prédio: tipos e como escolher a mais adequada

A fundação de prédio é uma etapa essencial na hora da construção. Isso porque, dela dependem os pilares e a estrutura completa da obra.

Todo prédio é construído sobre uma fundação. Porém, nem todo prédio é construído sobre o mesmo tipo de estrutura. Ou seja, existem vários tipos e a escolha do modelo ideal é baseada em diversos fatores. 

Em resumo, elas se dividem em dois tipos: fundações rasas (superficiais ou diretas) e fundações profundas (ou indiretas). Em ambos os casos, fazem parte de projetos complementares importantes para a obra.

Confira a seguir tudo o que você precisa saber sobre o que é fundação de prédio e de que forma ela precisa estar estruturada. Boa leitura!

O que é uma fundação de prédio na construção civil?

A fundação do prédio é responsável por distribuir a carga da construção para o solo de forma segura. Em outras palavras, a partir dela se evita que ocorram deslizamentos de terra e problemas como trincas e rachaduras na sua casa. 

Por isso, a escolha do tipo de fundação certa para a sua casa deve ser feita por um engenheiro bem capacitado. É ele quem irá analisar o solo e o peso da carga que a fundação deverá suportar.

Dessa forma, conseguirá definir qual tipo de fundação se encaixa melhor ao projeto da construção.

De forma simples e objetiva, as fundações tratam-se de estruturas responsáveis por absorver o peso da edificação e distribuí-la de forma segura ao solo. Por isso, são fundamentais para evitar deslizamentos de terra, trincas, rachaduras e outros tipos de rupturas na estrutura do prédio, casa, etc.

Tipos mais recorrentes de fundações para a construção de um prédio

Tipos mais recorrentes de fundações para a construção de um prédio

Para quem não tem conhecimento sobre fundação de prédio e o que é indispensável em uma construção, vamos fazer uma relação a partir de suas camadas:

  • Fundações superficiais
  • Fundações profundas
  • Sapatas
  • Tubulões
  • Colocação das armaduras (ferragem)
  • Concretagem dos furos e das valas.

Assim, para escolher o tipo de fundação é preciso saber quais serão os esforços sobre a edificação, as características do solo e dos elementos que formam as fundações.

Fundação de prédio rasa

As fundações rasas têm como peculiaridade principal a transmissão de carga para o solo pela base. A profundidade de escavação geralmente é igual ou inferior a 3 metros, por isso, não é necessário ter grandes equipamentos para escavar o local.

É importante ressaltar que todas as fundações rasas são construídas com concreto armado, mas os formatos mudam conforme o tipo. Então, nada é igual, não tem uma “receita mãe”, tudo precisa ser analisado.

Vamos conhecer os tipos de fundações rasas mais comuns. Conhecer a fundo cada tipo de fundação é essencial para sua construção.

Sapata isolada

Sabe aquele solo resistente, que adere mesmo ao ditado “água mole, pedra dura, tanto bate até que fura”? Ele é o solo que realmente precisa de sapata isolada.

A carga da edificação é transportada para as colunas, que passam o peso para as sapatas, distribuindo-o para o solo. Na maioria das vezes, as sapatas isoladas têm a base retangular ou quadrada. Por causa disso,  o topo pode ser reto ou em formato de pirâmide.

Sapata corrida

Vai ficar aí pra sempre! Ou por um bom tempo vai ter que aguentar! Pois é, isso se chama sapata corrida. São construídas para suportar a carga de elementos contínuos, como paredes, muros etc. Assim, o peso da estrutura é distribuído de maneira contínua, como paredes, muros ou outros elementos alongados.

Bloco de fundação

Eles são dimensionados sem a necessidade de usar armadura para absorver o peso da construção que é distribuída ao solo. Isso porque, as trações que agem sobre esse elemento podem ser resistidas pelo concreto, por causa dos tamanhos dos blocos.

Radier

O radier nada mais é que uma fundação rasa usada para solos “fraquinhos”, com pouca resistência. Atua como uma placa de concreto armado ou alongado que fica abaixo da construção e em contato direto com o solo.

Uma boa característica é que ela se destaca por sua execução rápida e de baixo custo. Ainda favorece a redução na mão de obra e no tempo total da fundação.

Fundação de prédio profunda ou indireta

Já ouviu falar: “Vamos ter uma grande obra”? É exatamente disso que estamos falando, fundação profunda. Isso porque ela transporta o peso ao terreno pela base, pela superfície lateral ou por uma combinação das duas. 

Em resumo, são utilizadas em casos de grandes projetos, como edifícios altos, nos quais os esforços do vento se tornam consideráveis.  

Confira os 3 principais modelos desse grupo:

  • Tubulões: são itens cilíndricos, que podem ser feitos de concreto ou aço. Os tubulões são usados em obras ao ar livre ou sob ar comprimido, sendo que no primeiro caso eles têm que ser instalados acima do lençol freático e, no segundo, abaixo.
  • Caixões: são elementos prismáticos, concretados na superfície da obra e instalados por escavação interna. 
  • Estacas: As estacas têm grandes comprimentos e seções transversais pequenas, podem ser de madeira, aço, concreto pré-moldado, concreto moldado ou mistos.

O que considerar ao escolher o tipo certo de fundação para a obra?

O que considerar ao escolher o tipo certo de fundação para a obra

Se após ler o conteúdo, você ainda tiver dúvidas sobre o que é fundação de prédio e como escolher a melhor opção para sua construção, considere pelo menos duas coisas: O tipo de construção e o solo.

Ao se atentar a isso, não tenha o orçamento financeiro como um fator fundamental de sua obra. Isso porque investir na fundação mais adequada à construção é importante não somente pela qualidade.

Lembre-se que a má escolha pode pôr em risco a sua vida e a de quem irá trabalhar na obra. Segurança e qualidade devem nortear sua construção. Pense nisso!

Conclusão

E aí, conseguiu sanar todas as suas dúvidas sobre os diferentes tipos de fundação de prédio na construção civil? Pois não abra mão de ser expert no assunto, principalmente se a obra estiver sob sua responsabilidade.

Considere que, todas essas informações seguidas ao pé da letra, poderá evitar muita dor de cabeça, erros mal calculados e, claro, proporcionar sucesso para o resultado final.

E por último mas não tão menos importante, aposte em profissionais com qualificação para projetar e executar a obra da melhor maneira possível´.

fundação de prédio