O mundo encantado das cervejas artesanais

Você sabe o que são as cervejas artesanais? Seu conceito é bastante amplo, visto que, para alguns mais radicais, elas são apenas aquelas produzidas em pequena ou microescala.

Outras pessoas consideram todas que são produzidas em pequena ou média escala, mas que prioriza qualidade em detrimento dos lucros. Mas não importa essa classificação: as cervejas artesanais são produtos excelentes para os amantes dessa grande bebida.

Você encontra essas cervejas em quase todos os pontos de comercialização de produtos consumíveis. Inclusive, você pode pedir sua cerveja artesanal em um disk cerveja e curtir seu final de semana com a família e amigos de forma especial.

Pensando nesse mundo encantado, preparamos este post para que você conheça mais sobre esse tipo de cerveja e porque ele é tão procurado pelas pessoas. Boa leitura!

O que são as cervejas artesanais?

O que são as cervejas artesanais

Cervejas artesanais são bebidas que passam por um processo de produção diferenciado, com acompanhamento de perto pelo cervejeiro. Esse termo nasceu para diferenciar das cervejas industrializadas.

Isso pelo fato de que, estas, têm sua produção focada na quantidade, já aquelas direcionam sua produção na qualidade, respeitando o tempo de todo processo.

As cervejas industrializadas são as mais conhecidas do mercado. A fabricação é acelerada, pois apresenta uma produção em grande escala.

A cerveja artesanal foca na qualidade. Isso quer dizer que ela utiliza ingredientes diferenciados, a fim de conquistar um sabor e aroma peculiar e desejado.  

Quais os diferenciais de produção de cervejas artesanais?

A produção dessa deliciosa bebida envolve vários processos. A seguir, demonstraremos o passo a passo da bebida até o seu envasamento.

Maltagem

O processo de maltagem é o que faz germinar o grão do cereal, normalmente de trigo ou cevada. Com isso, eles começam a se desenvolver e essa etapa é interrompida com a aplicação de temperaturas controladas.

A modificação do grão original em grão maltado ocorre em torno de 8 dias.

Moagem

Depois da maltagem acontece a moagem. Esse é o próximo passo para a produção de cervejas artesanais.

Ocorre quando as cascas dos grãos são quebradas e o amido se torna exposto. No entanto, é fundamental que se preserve a casca, pois ela vai auxiliar no processo de filtragem.

Brassagem

A brassagem ajuda na atuação de enzimas para a quebra de açúcares não fermentáveis. Ou seja, isso vai permitir que se tornem fermentáveis e esse método apresenta quatro fases.

  • Mosturação: leva de 60 à 90 minutos. Deve-se colocar o malte moído com água aquecida em variadas temperaturas para ficar hidratado. Assim, ativam-se enzimas, que convertem o amido em açúcares fermentáveis;
  • Filtragem: fase que separa a parte da solução açucarada do bagaço e tudo que não for puro do mosto;
  • Fervura: nessa etapa, os resíduos indesejáveis são retirados e o mosto é esterilizado. Também acrescenta lúpulo nesse processo, o que vai permitir o controle do amargor, aroma ou sabor, conforme o tempo de fervura.

Maturação e filtração

Fase muito importante na criação de cervejas artesanais. É aqui que a bebida ganha equilíbrio, já que existe um amadurecimento dos compostos responsáveis pelo aroma, sabor e formação de ésteres.

O tempo médio dessa etapa gira em torno de 10 dias ou mais e pode haver também uma segunda filtração nesse processo.

Envase

Nessa ocasião, é essencial evitar contato da cerveja com o oxigênio. Isso pelo fato de que pode provocar alterações no paladar, coloração e turbidez da bebida.

Quais os principais estilos de cervejas artesanais?

Quais os principais estilos de cervejas artesanais

No mundo, há mais de 150 tipos de cervejas artesanais. Dentre eles, existem algumas que são mais conhecidas e apreciadas pelos amantes das cervejas. Saiba quais são.

Pilsen

O estilo de cerveja artesanal Pilsen nasceu na República Tcheca. Ele apresenta características marcantes e essa bebida conta com aroma e sabor acentuados pelo lúpulo, além da coloração dourada.

Em relação ao seu teor alcoólico, há uma variação entre 4,6% e 5% em média. São bastantes difundidas em todo o mundo e contam com cervejas incríveis.

Lager

A cerveja Lager tem baixa fermentação, com ação do levedo em temperatura menor. Esse é o estilo preferido dos mestres cervejeiros alemães e tchecos. Sua graduação alcoólica gira em torno de 4,7% e 5,5%.

IPA

O estilo IPA ou India Pale Ale nasceu na Índia, com os soldados do exército britânico, que criaram essa bebida com alta concentração de lúpulo.

Por conta disso, esse exemplar das cervejas artesanais apresenta um sabor bem amargo, além do aroma frutado. O nível de álcool nessa bebida varia entre 5,5% e 7,5%. Os estilos IPA mais consumidos e conhecidos no mundo são a Imperial IPA e a American Pale.

Tripel

Esse é um estilo de cervejas artesanais criado na Bélgica. A Tripel conta com uma cor clara, sabor amargo cítrico e aroma frutado.

Esse tipo de cerveja é bastante carbonatado, o que lhe confere uma espuma bem densa e cremosa. É uma bebida forte, com teor alcoólico em torno de 7,5% e 8,5% e malte acentuado.

Porter

A Porter surgiu na Inglaterra. Esse estilo é um dos mais consumidos por ingleses e irlandeses. Sua cor mais escura se dá pela torra acentuada do malte, que também lhe propicia sabor e aroma que lembram o café e chocolate amargo.

A cerveja Brown Porter oferece menor teor alcoólico. A Baltic Porter conta com um percentual maior.

Stout

A cerveja Stout é mais escura e forte que o estilo anterior. Essa cerveja tem como diferencial um aroma torrado e sabor amargo, que também lembra bastante o chocolate ou café.

Sua espuma é bem cremosa e pode ter coloração clara ou marrom. A coloração, densidade, aroma, sabor e teor alcoólico podem mudar de acordo com algumas interferências. Seu percentual alcoólico gira em torno de 8%.

Weizenbier

O estilo de cerveja Weizenbier, Weissbier ou Weiss nasceu na Alemanha, notadamente na Baviera.

Esse estilo oferece 50% de malte de trigo (no mínimo). Sua cor é opaca e clara, com sabor e aroma frutados. Essa bebida é bastante refrescante e tem um moderado teor alcoólico (média de 5% a 6%).

Conclusão

Como você viu ao longo do texto, há vários tipos de cervejas artesanais no mercado. O que as diferenciam é especificamente o processo de produção e a qualidade da matéria-prima empregada.

O que realmente importa é se a cerveja é boa e se você gosta dela, não é mesmo? A única regra para você apreciar as cervejas artesanais é: beba aquilo que você gosta e a que tiver vontade de beber!

cervejas artesanais