Tudo o que você precisa saber para melhorar o sono de seu filho

Sabemos que dormir é um dos fatores que mais impactam nosso dia a dia e qualidade de vida. Com as crianças isso não é diferente, mas além disso, também é um dos itens mais importantes para seu crescimento, desenvolvimento e saúde. Sendo assim, dormir bem não ajuda apenas na prevenção de doenças, mas também na melhora do aprendizado, humor e saúde mental. Justamente por isso, é fundamental que ele tenha uma boa noite de sono, com os incentivos adequados, como brinquedos educativos, leitura, rotina, entre outros. Então, pensando nisso, para te ajudar, no post de hoje vamos falar tudo o que você precisa saber para melhorar a noite de sono de seu pequeno.

1. Crie uma rotina

O primeiro passo é, talvez, o mais importante e serve para todas as idades. Estabelecer horários regulares para dormir e acordar é fundamental para que o pequeno se acostume e seja algo natural para ele. Também é importante evitar mudanças bruscas nesses horários, mesmo que seja final de semana. Cochilos diurnos, que são comuns até cerca de 6 anos, devem acontecer no início da tarde para não atrapalhar o sono noturno.

2. Siga o tempo adequado de sono

Outro ponto importante é seguir a quantidade de horas adequada de sono para cada faixa etária. Foram realizados diversos estudos para chegar nos horários que vamos citar abaixo e os pais devem analisar as características individuais do pequeno para adequar-se a eles. Também devemos deixar claro que o maior tempo de sono deve ocorrer no período noturno. Confira:

  • 4 meses a 1 ano: 12 a 16 horas de sono por dia, incluindo sonecas
  • 1 a 2 anos: 11 a 14 horas de sono por dia, incluindo sonecas
  • 3 a 5 anos: 10 a 13 horas de sono por dia, incluindo sonecas
  • 6 a 12 anos: 9 a 12 horas de sono por dia
  • 13 a 18 anos: 8 a 10 horas

Dessa forma, você garante que a criança está dormindo a quantidade suficiente de horas, nem muito tempo a mais nem a menos.

3. Faça a higiene do sono

A partir dos seis meses é possível colocar em pratica a higiene do sono. Isso significa que você deve criar um tipo de ritual para relaxar a criança antes de ir para a cama. Você pode dar um banho quente, reduzir as luzes da casa, barulhos, fazer massagens, chás de camomila, utilizar brinquedos educativos que exigem pouca movimentação, etc.

Mas, independente do que escolher, é essencial que elas sejam parte da rotina e aconteçam sempre no mesmo horário. Sendo assim, quanto mais estável for o dia a dia do pequeno, maior será sua segurança para dormir tranquilamente.

4. Acostume o pequeno a dormir em sua própria cama

Desde cedo, o ideal é acostumar o pequeno a dormir em seu próprio berço ou cama, sendo recomendado colocá-lo ainda sonolento e deixar que se adapte, conhecendo seu próprio espaço. Portanto, evite levar a criança para sua cama durante a noite, sendo essa uma recomendação da própria sociedade de pediatria.

5. Cuidados com a alimentação noturna

Pratos grandes e gordurosos precisam ser evitados em qualquer refeição, mas principalmente no período noturno. Essa recomendação também serve para refrigerantes e bebidas com cafeína, que não devem ser oferecidos aos pequenos em nenhum momento, mas especialmente antes de dormir. Isso porque, esses alimentos podem fazer com que a criança durma mal ou ainda não consiga dormir por ter recebido estímulos inadequados.

6. Crie um ambiente propício

Deixar o quarto tranquilo, silencioso e seguro é uma das melhores maneiras de garantir o sono de seu pequeno. Caso alguma luz seja necessária, deixe bem fraca para manter a penumbra. Além disso, a temperatura adequada também é importante para evitar desconfortos, seja pelo frio ou calor.

7. Estimule uma posição

Essa dica é voltada principalmente para os bebês. Isso porque, nos primeiros meses de vida eles devem ser colocados para dormir sempre na chamada posição supina, de barriga para cima. Isso já foi comprovado por diversos estudos para prevenir a morte súbita. Já em relação aos mais velhos, é importante que qualquer dificuldade no momento de dormir, seja devido à posição ou manutenção do sono, deve ser discutida com o pediatra responsável.

8. Retire as telas

Por fim, mas não menos importante, retire as telas das crianças. O recomendado é que elas fiquem expostas o mínimo possível e, durante a noite, menos ainda. Isso porque, a luz emitida pelas telas dos celulares, tablets e televisão atrapalham a produção da melatonina, o hormônio que induz o sono. Além disso, desenhos muito agitados ou violentos também podem provocar pesadelos ou dificultar o relaxamento noturno. Sendo assim, tenha em mente que o contato com a luz natural ajuda o relógio biológico a funcionar da maneira adequada.

Então, com as dicas do post de hoje temos certeza que você irá promover uma noite muito mais agradável para seu pequeno.

Tudo o que você precisa saber para melhorar o sono de seu filho