Abertura de empresa: Como formalizar seu negócio

É sonho de grande parte dos brasileiros a abertura de empresa para ter o seu próprio negócio. Isso porque esta decisão faria com que ele conquistasse a sua independência financeira, deixando de lado o trabalho vinculado a outras empresas, onde dificilmente seria possível alcançar tal liberdade. 

No entanto, muitas dessas pessoas que iniciam seu próprio negócio ficam na informalidade, deixando de regularizar a sua empresa. Assim, os reflexos da informalidade podem ser sentidos futuramente, trazendo vários tipos de impactos negativos à sua atividade empresarial.

De acordo com o Portal Formalizei, não é recomendável manter um negócio na informalidade, tendo em vista que esse cenário pode trazer contratempos desfavoráveis às pessoas que têm interesse em construir uma marca com reputação.  

Portanto, o ideal é formalizar o seu negócio no ato da abertura de empresa, evitando assim tais contratempos. 

A seguir, falaremos um pouco mais sobre abertura de empresas e as formas de regularizá-la. Sendo assim, para ficar por dentro de todas essas informações, continue lendo o texto a seguir.

Veja também: Por que as startups são conhecidas pelo “ambiente de trabalho”

Como formalizar a empresa

Como formalizar a empresa

O primeiro de quem está pensando na abertura de empresa é justamente a realização de uma pesquisa acerca das pendências e outros processos burocráticos que dizem respeito às contribuições e impostos devidos ao Município e ao Estado. 

Logo em seguida, o empresário deverá pesquisar se o local que foi escolhido para sediar a sua empresa está livre de impedimentos perante a prefeitura. 

Além do mais, também é recomendado verificar a possível existência de uma outra empresa com o mesmo nome da sua. Isso porque não podem ter duas empresas com o mesmo nome e que atuem no mesmo segmento no Estado.

Qualquer desses procedimentos mencionados podem ser feitos tanto pelo dono quanto pelo sócio do empreendimento. No entanto, é recomendável buscar ajuda com um profissional do ramo de contabilidade. Isso porque ele poderá ajudá-lo na hora de passar por todos os processos burocráticos.

Por fim, é necessário se inscrever na junta comercial do Estado e liberar um Alvará de Funcionamento junto à prefeitura do município do empresário, bem como imprimir a Autorização para Impressão de Documentos Fiscais (AIDF), que pode ser obtida por meio da fazenda do Estado ou do Município. 

Ao seguir todos esses passos, a sua empresa já estará dentro da legalidade e você poderá iniciar o seu projeto da forma correta.

Qual o momento certo para formalizar a empresa?

De forma simples, podemos dizer que o ideal é formalizar a empresa no momento em que iniciar as atividades empresariais, ou seja, na abertura de empresa. 

Além do mais, também é necessário fazer todo um planejamento, que considere as informações e situações envolvendo o seu negócio, assim como local de funcionamento, o seu produto ou serviço oferecido, o público que será atingido, e por fim, pensar em estratégias de divulgação que possam aumentar a visibilidade daquilo que se está oferecendo.

Com isso, no momento em que o negócio for regularizado, muitas portas irão se abrir. 

Inicialmente, é possível ter acesso a excelentes serviços financeiros com taxas reduzidas e vantajosas para o seu negócio, além de poder vender também para um público maior e outras empresas. 

Sendo assim, o potencial de crescimento do seu negócio cresce de forma exponencial ao fazer a formalização, ampliando as vendas dos produtos ou serviços.

Quais são os principais erros cometidos na abertura de uma empresa?

Ao longo desse texto, demos algumas dicas que podem ajudar na hora da abertura de empresa. 

No entanto, sabemos que alguns erros ainda podem ser cometidos. Sendo assim, para reduzir ao máximo as chances que você cometa alguns erros, é importante conhecer o seu negócio e estar preparado para lidar com todos os desafios que surgirão. A seguir, selecionamos alguns erros comuns que podem ser evitados na hora de abrir uma empresa, são eles:

Não se planejar

Muitas pessoas sonham com um mundo em que as startups viriam com um manual de instruções. Enquanto isso, a maneira mais fácil de evitar erros é apostar no planejamento estratégico da empresa. 

Desde o momento em que você decide tirar suas ideias do papel até o momento em que vai fazer suas atividades diárias, o planejamento é fundamental.

Essa regra vale mesmo para quem pretende empreender sozinho. 

Um bom planejamento deve ser feito de forma estratégica e sistemática para que você esteja preparado para lidar com situações comuns e evitar surpresas desagradáveis ​​na hora de abrir uma empresa.

Comece pelo seu plano financeiro: defina um orçamento para todas as ações que você precisa, precifique seus produtos/serviços corretamente e saiba exatamente quanto você gasta por mês. Então comece a planejar sua rotina de atendimento e sempre considere alternativas quando algo não sair conforme o planejado.

Achar que ficará milionário com facilidade

Grande parte das pessoas que começam a empreender acham que irão faturar rios de dinheiro de forma muito rápida. 

No entanto, sabemos que isso não é tão fácil quanto se imagina. Diante disso, muitos empreendedores acabam se afundando em diversos empréstimos e linhas de créditos que são disponibilizados para o empresário, fazendo com que o número de dívidas cresça de forma desordenada.

Isso pode causar uma série de problemas, tendo em vista que não há qualquer garantia de um faturamento por parte do empreendedor, fazendo com que as dívidas acabem se acumulando e causando uma frustração. 

Sendo assim, o ideal é alinhar todas as expectativas que o empreendedor possui com um planejamento financeiro adequado. Fazendo isso, ele não irá entrar nas estatísticas das empresas que acabam fechando no primeiro ano de atividade.

Esquecer dos processos burocráticos

O nosso país está entre os primeiros colocados no que diz respeito à burocracia em todo mundo. Isso aparece também no momento de abrir e manter o negócio. 

Assim, os empresários irão enfrentar milhares de registros, aprovações e protocolos de documentos, que muitas vezes irão trazer muita dor de cabeça para aquele que não tem familiaridade com esse tipo de processo. 

Sendo assim, recomendamos que você se a tenha todos os processos burocráticos que envolvam seu negócio e se possível, contrate um contador para ajudá-lo.

Abertura de empresa