Dicas para diminuir o estresse em clínicas médicas e trabalho na área da saúde

Você sabia que os brasileiros estão entre os povos mais estressados do mundo? Isso é o que diz o levantamento da Associação Internacional do Controle do Estresse, o qual indicou que o Brasil é o segundo país com maior nível de estresse em todo o mundo. 

O que pode ser comprovado na prática pelas nossas próprias experiências ou porque conhecemos alguém que está nesse estado.

Os sintomas distúrbios de sono, dificuldade para convívio social, crises de ansiedade, desenvolvimento de doenças cardíacas, obesidade e depressão, são os mais comuns desse mal.

O estresse é um dos problemas do século. Estamos sempre ocupados, pensando em diversos problemas ao mesmo tempo. Quando falamos do estresse ocupacional entre os profissionais de saúde, tudo isso só aumenta.

Afinal, eles lidam com inúmeros desafios todos os dias, os quais as pessoas que não trabalham na área, não podem nem imaginar. São dezenas de atendimentos por dia, longas jornadas de trabalho e grande número de plantões.

Além da baixa remuneração, desvalorização profissional, relação constante com a morte, doenças e sofrimento. Esses profissionais ainda ficam expostos à exposição a riscos, bem como o sentimento de infalibilidade e insegurança – o que ficou ainda mais nítido na pandemia. 

Em clínicas médicas e consultórios, por exemplo, ter que lidar com a gestão de um estabelecimento menor, com menos estrutura, também é algo que leva muitos ao pico do estresse.

São muitas tarefas importantes que envolvem custos, faturamento, preocupação com pacientes e os nossos bens mais preciosos: a saúde e o tempo. Para evitarmos ter sérios problemas em decorrência do estresse na vida, os profissionais da saúde precisam encontrar a melhor forma de exercer o ofício.

Ou seja, procurar diminuir o estresse no trabalho médico pelo auxílio de ferramentas e hábitos mais saudáveis. Para ajudar, a seguir, daremos algumas dicas de como reduzir o estresse ocupacional em hospitais, clínicas e consultórios médicos.

Acompanhe.

Como diminuir estresse entre profissionais da saúde?

Além das recomendações típicas a esses profissionais, como a prática de atividades físicas, ter uma alimentação balanceada, acompanhamento médico, psicológico e um bom planejamento da rotina, existem outras formas de reduzir esse estresse.

São recursos que podem fazer toda a diferença no dia a dia, tornando a vida em hospitais, consultórios e clínicas médicas mais agradável, tranquila e saudável. 

Para ajudar nesse processo, a seguir, daremos algumas dicas.

Indicaremos aspectos que devem ser melhorados dentro desses ambientes para torná-los menos estressantes, assim como ferramentas e metodologias para aliviar a tensão desses profissionais.

Então, se você quer saber mais sobre diminuir o estresse ocupacional dentro de empresas, especialmente, de ambientes da área da saúde, como hospitais, clínicas e consultórios, leia todas as dicas – não perca nenhuma! Com certeza, farão a diferença.

Como está a comunicação do local? Trabalhe nisso!

Assim como em todos os relacionamentos, no trabalho, se não houver uma boa comunicação, haverá problemas, os quais vão impactar a empresa em todos os aspectos. Isso é um fato! 

Deste modo, para que um serviço seja mais leve e tranquilo, é fundamental entender de forma clara quais são as demandas, comunicar o que os outros profissionais precisam fazer e evitar ruídos de comunicação. 

Além disso, um diálogo fraco desmotiva a equipe, podendo levar a um trabalho com menor qualidade, com desentendimentos entre os colegas, retrabalhos e o aumento do estresse ocupacional.

Portanto, melhore a comunicação, seja pela otimização de processos, dinâmicas em grupo ou até mesmo um software que auxilie na relação entre equipes.

Uma rotina de trabalho sem burocracias e erros torna o dia a dia menos estressante 

Nas clínicas e escritórios, por exemplo, há uma grande quantidade de tarefas para um quadro de colaboradores reduzidos, menos que as dos hospitais.

Portanto, o mais indicado a se fazer é contar com um sistema médico para otimizar os processos, tornando-os mais simples, rápidos e fáceis.

Com isso, todo o ambiente de trabalho melhora, assim como o estresse diminui. Afinal, uma rotina que flui bem, minimiza erros e retrabalhos, diminui as chances das pessoas se estressar durante o dia a dia.

Um local organizado é um local mais confortável de trabalhar

É fundamental que as empresas na área da saúde tenham organização para lidar bem com o espaço em que trabalham, assim como na realização de diversas tarefas.

Ter tudo organizado, com fácil acesso, torna a rotina de trabalho mais otimizada, rápida e sem problemas com perdas de documentos, receitas desaparecidas, entre outros exemplos comuns nessa área.

Melhore a convivência no trabalho com os colegas de profissão e pacientes

Trabalhar em um local com clima pesado, o qual não nos damos bem com as pessoas que convivemos é péssimo, só traz estresse e desconforto. Por isso, a dica é tentar melhorar o ambiente organizacional.

Se é o chefe, proponha atividades em grupo, treinamentos e dinâmicas para aproximar os profissionais. Se for algum profissional da área, convide o colega para tomar um café, seja mais flexível e tente se dar bem com o máximo de pessoas possível.

Isso, com certeza, diminuirá o estresse do dia a dia, tornando a vida mais agradável.

Dicas para diminuir o estresse