Inovação não é apenas para novas empresas

Inovação não é apenas para novas empresas

Companhias tradicionais devem estar de olho nas novidades para se manter no mercado

Engana-se que apenas as empresas que abriram há pouco tempo estão repletas de novas ideias. Na verdade, quem deseja se manter competitivo atualmente deve também estar disposto a se reinventar, criando novos produtos e maneiras diferentes de atender ao público. Até porque, as exigências dos consumidores mudam muito depressa, e há cada vez mais marcas disputando a atenção dos clientes.

Embora a tradicionalidade seja importante, e até reconhecida pelo público, somente isso não basta. Ou seja, ser uma empresa com vários anos de história não garante mais o sucesso – e o faturamento. Então, os negócios empresariais que almejam crescer devem incluir a palavra “inovação” nas estratégias!

Inovar não significa mudar tudo

Alguns empreendedores podem ter receio de mudar algo do negócio por medo de perder a identidade. No entanto, existem diversas formas de se atualizar e trazer novidades para o público, ao mesmo tempo que continua oferecendo os produtos de sempre.

Um exemplo disso é o uso da internet. Apesar de todo o mercado já reconhecer a importância dela para as vendas, ainda há empresas que relutam em se digitalizar. Consequentemente, elas perdem uma parte significativa do público que utiliza a rede com frequência e/ou compra on-line.

Segundo estas informações do Infomoney, cerca de 38% da população brasileira comprou algo pela internet em 2020, sendo que 83% desse total fez isso pela primeira vez. Ou seja, a tendência é que as compras digitais se fortaleçam, uma vez que cada vez mais pessoas estão descobrindo essa forma de comprar.

Aliás, foi por conta de boa parte das empresas estarem na internet que elas sobreviveram no ano passado, quando medidas restritivas foram decretadas por conta da pandemia. Os negócios que só podiam operar de maneira presencial ou que não podiam atuar entregando produtos perderam bastante com o isolamento.

No entanto, alguns negócios mais tradicionais ainda estão no processo de se reinventar digitalmente. O caso brasileiro mais notório é o das Lojas Cem. Conhecida em todo o país, a rede não possui e-commerce, como Magazine Luiza e Casas Bahia, que são os maiores concorrentes.

Atualmente, a empresa tem um site, onde é possível ver os endereços das lojas físicas, além de anunciar promoções em canais específicos, como as ofertas das Lojas Cem no Kimbino. Nessa plataforma, é possível ver os preços de diferentes produtos, incluindo celulares, cama, liquidificador e muito mais. Por ainda não ter uma loja virtual, os consumidores só podem aproveitar os preços de forma presencial.

Porém, essa realidade irá mudar em breve. De acordo com o anúncio da empresa, as Lojas Cem entrarão para o comércio eletrônico em 2022. Ainda assim, o foco da companhia continuará sendo os estabelecimentos físicos, mais uma prova de que é possível inovar sem perder a essência.

Maneiras de inovar e se manter competitivo

Existem várias maneiras de inovar para continuar atraindo o público, sendo que muitas estão relacionadas com marketing digital. Entre as alternativas que as empresas mais têm apostado estão:

  • anunciar produtos da internet: isso é importante porque boa parte das pessoas usa a rede todos os dias e, consequentemente, poderá ter conhecimento de um produto ou promoção;
  • observar as necessidades dos clientes: será que existe algum gargalo na operação da empresa que pode ser resolvido? Entre os exemplos estão aumentar as opções de pagamento e personalizar a experiência dos consumidores;
  • aproveitar o que a tecnologia tem a oferecer: há diversas ferramentas que podem otimizar a rotina da empresa e, até melhor, melhorar o atendimento aos clientes. Esse é o caso dos chatbots que podem ser usados para o primeiro contato com os consumidores.

É perceptível que inovar não significa necessariamente começar um novo negócio dentro da empresa. Na verdade, trata-se de melhorar o que já possui, sempre de olho no que o mercado está fazendo e no que os clientes estão buscando.