Com qual idade se pode fazer intercâmbio

Com qual idade se pode fazer intercâmbio?

Geralmente, os alunos devem ter entre 15 e 18 anos para se qualificar. No entanto, restrições de idade específicas do país anfitrião (superior e inferior) se aplicam.

Em alguns casos e para alguns destinos, podem se inscrever maiores de 14 anos. Com exceção dos programas para o Canadá e os EUA, os alunos do 12º ano podem se inscrever para um programa de curto prazo, semestre ou ano, contanto que a data de partida seja logo após a formatura. É importante que os alunos se inscrevam enquanto ainda estão na escola secundária.

O que é um programa de intercâmbio?

Originalmente, foi uma viagem que dois estudantes de lugares diferentes fizeram, “trocando” países um com o outro para experimentar a vida quotidiana de outra cultura e assim promover o intercâmbio de conhecimentos.

Hoje em dia, este conceito evoluiu e uma bolsa de estudo tornou-se algo mais abrangente. Além disso, já não é necessário que um estudante estrangeiro venha ao Brasil para que um brasileiro vá a outro país, pode ser considerado um intercâmbio qualquer viagem em que o principal objetivo daqueles que embarcam é adquirir conhecimentos interculturais através de experiências num outro país.

Quer seja para estudar no estrangeiro, trabalhar no estrangeiro ou simplesmente para viajar e ficar imerso noutra cultura durante algum tempo, o estudante de intercâmbio regressará sempre de um intercâmbio com mais conhecimentos do que quando partiu.

Como funciona o programa de intercâmbio?

Existem muitos tipos de programas e cada um tem a sua própria dinâmica. Um curso de intercâmbio no estrangeiro funciona da seguinte forma:

  • O estudante inscreve-se num curso no estrangeiro através de uma agência de intercâmbio no Brasil.
  • À chegada ao aeroporto, o estudante pode ser recebido por um serviço de transfer que o levará para o local de alojamento. Este serviço é opcional.
  • Durante o curso, ficará com outros estudantes de intercâmbio com uma família na cidade escolhida ou numa residência estudantil.
  • Dependendo do tipo de alojamento escolhido, as refeições podem ser incluídas.
  • No primeiro dia de aula fará um teste de nível escrito e oral e, com base no resultado, será colocado na turma mais adequada.
  • As aulas podem ser compostas por estudantes de todo o mundo.
  • Os horários das aulas podem variar de acordo com o tipo de curso em que o aluno se matriculou.
  • É medida que o nível linguístico do aluno melhora, ele ou ela será colocado numa turma de um nível superior.

É importante ressaltar, que durante o curso, a maioria das escolas oferece um programa de atividades, passeios, festas e viagens opcionais.

No final do período, o aluno recebe um certificado de frequência e uma nota média.

O processo de ir para o estrangeiro pode variar muito, dependendo do tipo de programa que escolher. As oportunidades de estudar no estrangeiro são inúmeras, e um dos passos mais importantes é falar com alguém que compreenda o assunto para que não perca nenhuma opção!

Um consultor de estudo acadêmico no estrangeiro pode ajudá-lo a encontrar o programa de intercâmbio ideal e guiá-lo em todas as fases da sua experiência: antes, durante e mesmo depois da sua viagem.

Com a ajuda de um especialista, evitará frustrações e acontecimentos imprevistos e poderá desfrutar muito mais da importante experiência que é um intercâmbio no estrangeiro.

PORQUE É QUE UM PROGRAMA DE INTERCÂMBIO É IMPORTANTE?

Há muitas razões pelas quais deve decidir fazer as suas malas e participar num programa de intercâmbio!

Aqui estão alguns deles:

  • Estudar no estrangeiro pode ajudá-lo a aprender ou melhorar outra língua de forma mais rápida e eficiente
  • Ao mergulhar na cultura de outro país ganhará uma visão mais profunda dos seus costumes e hábitos, melhorando assim a sua visão do mundo
  • Optimize as suas férias com um intercâmbio, onde pode beneficiar de viajar e estudar ao mesmo tempo (há oportunidades a partir de 2 semanas)
  • Acrescente valor ao seu CV com uma ou mais experiências internacionais, fazendo-o destacar-se no mercado de trabalho
  • Faça novos amigos e conheça pessoas, não só do país que está a visitar, mas de todo o mundo
  • Tornar-se mais independente, confiante e maduro para lidar com uma vasta gama de situações

Qual é o melhor período para fazer um intercâmbio?

  • Durante a faculdade, muitos estudantes optam por colocar o seu curso em espera por algum tempo para experimentar a experiência de intercâmbio.
  • Após a graduação.
  • Durante as férias: um programa de intercâmbio de três ou quatro semanas pode também ser uma oportunidade para viajar e melhorar o seu CV.
  • Transição de um trabalho para outro: Um intercâmbio durante este período pode oferecer novas perspectivas, acrescentar experiência internacional ao seu CV e até expandir as suas oportunidades de emprego para outros países.
  • Quando a falta de competências linguísticas é uma barreira: aprender inglês ou qualquer outra língua num país onde é falado pode ser aprendido mais rapidamente, com fluência e segurança.