dicas para fazer um onboarding perfeito

5 dicas para fazer um onboarding perfeito

Dicas para otimizar o processo de onboarding na sua empresa

Ao receber novos colaboradores, a empresa precisa facilitar a adaptação dos novos funcionários ao negócio. E para isso é importante ter um processo de onboarding bem ajustado para conquistar e engajar o colaborador com sua nova função e seus novos colegas de trabalho. 

Para começar um trabalho produtivo, um profissional precisa ser orientado pela empresa para que ele se acostume com o ambiente e com o ritmo de trabalho. Para isso, os primeiros dias devem ser focados em apresentar a empresa ao colaborador, permitindo que ele conheça a cultura, a missão, os valores e entenda os processos do negócio. 

O que é onboarding? 

O onboarding é um processo de adaptação dos funcionários dentro de uma empresa. Qualquer novo colaborador que entra para o seu quadro de funcionários precisa se ambientar à nova rotina e a convivência com os demais colegas de trabalho. 

Mesmo que o profissional já tenha bastante experiência de mercado, ele deve passar por esse processo de adaptação dentro da nova empresa. O profissional está emergindo em um novo ambiente e precisa acompanhar o ritmo da empresa. 

As ações de onboarding são fundamentais para facilitar esse processo de adaptação. Aqui, separamos algumas dicas para otimizar o processo de onboarding em uma empresa, confira abaixo:

O onboarding começa antes do 1° dia de trabalho 

O processo de onboarding deve ser minuciosamente estruturado para facilitar a ambientação de novos contratados da empresa. É preciso ter uma estratégia que foque no acolhimento de pessoas. E para isso, é importante entender que o onboarding começa antes do novo funcionário começar a trabalhar na empresa. 

Então, é essencial que você tenha uma agenda preparada para os primeiros dias de trabalho. Você deve se importar, por exemplo, com as necessidades do novo colaborador. Desde horário de trabalho, condições para o trabalho, transporte, refeição e tudo o que envolverá a rotina do colaborador. 

Dessa maneira, além de acelerar a adaptação do funcionário a nova empresa, o negócio também aumentará a motivação e o engajamento do colaborador no novo ambiente. 

 Cronograma da 1° semana de trabalho deve ser bem definida 

Depois do 1° contato com o novo contratado, o onboarding deve ter um cronograma bem definido da primeira semana de trabalho. Isso é muito importante para que o colaborador possa render em todo o seu potencial. 

A agenda da primeira semana deve contar as atividades que o funcionário deve cumprir, as tarefas que ele precisa entregar e as ações de alinhamento de expectativas dos objetivos e da cultura da empresa. O novo contratado precisa entender sua importância para a empresa. Isso facilitará a integração dele com os processos de trabalho e da empresa. 

Escolha um colaborador para acompanhar ativamente o onboarding de novos contratados 

Os novos colaboradores devem ser apresentados ao seu novo time, mas é preciso que um funcionário da empresa seja destacado para acompanhar a adaptação do profissional. Isso será importantíssimo para que o colaborador se adapte rapidamente à nova realidade de trabalho. 

O colaborador destacado para ajudar nesse processo cumprirá a função de um “padrinho” ou “madrinha”, sendo o responsável por apresentar o novo colaborador à empresa na prática. O objetivo é ajudar a acelerar o engajamento e a motivação do novo colaborador, facilitando a integração dele dentro da empresa. 

Organize o equipamento e o material de trabalho dos novos contratados 

O processo de onboarding começa antes do primeiro dia de trabalho, como já falamos no artigo, então é importante providenciar o equipamento ou material que novos colaboradores precisam para desenvolver o seu trabalho. Chegar no primeiro dia e encontrar uma estação de trabalho vazia é algo que pode desestimular o novo funcionário. 

Afinal, como o colaborador dará início ao seu trabalho se a empresa não lhe deu condições de fazer isto? Por isso, um fator importante para a adaptação é prover as condições de trabalho já para o primeiro dia. 

O colaborador precisa sentar-se em sua mesa no primeiro dia e ter acesso a agenda, aos softwares de computador, as senhas para acessar o sistema, o e-mail corporativo do colaborador pronto e tudo o mais que envolva o trabalho. Isso será importante para que ele se adapte e perceba que a empresa está engajada e facilitar a sua adaptação à nova função. 

Defina os critérios de avaliação do novo colaborador 

Para otimizar o processo de onboarding de novos contratados, a empresa precisa definir os critérios de avaliação destes colaboradores. É importante desenvolver um bom feedback com o novo profissional para que ele possa se adaptar a sua função dentro da empresa. 

O “padrinho/madrinha” pode ser o responsável por dar esse feedback e é quem deve deixar claro os critérios de avaliação e atualizar o colaborador sobre o seu nível de adaptação à nova empresa. 

Estas são algumas das principais dicas para que uma empresa faça um processo de onboarding eficiente e que gere resultados. É importante frisar que quanto mais otimizado for esse processo, mais rápido será a adaptação do colaborador e melhores serão os resultados no curto prazo.