Saiba como tornar o lar mais seguro para a chegada de um bebê

Ter crianças pequenas em casa é uma delícia, mas ao mesmo tempo, a atenção e preocupação com alguns redobram. Entenda como tornar o ambiente mais seguro.

Filhos chegando? Entenda como deixar o lar mais seguro

A descoberta de uma gravidez é sempre um momento de muita alegria. Embora os principais sentimentos sejam de amor e felicidade, a responsabilidade aumenta significativamente quando se tem um bebê a caminho.

Não apenas por causa da questão financeira, o compromisso em proporcionar qualidade de vida aos pequenos preocupa muitos pais e mães. Com isso, queremos dizer que garantir um espaço seguro, dar atenção, educação e alimentação são alguns dos pontos essenciais na criação de uma criança.

Sabemos que a segurança dos bebês é uma prioridade – talvez seja a questão que mais preocupa os responsáveis. Isso porque, crianças pequenas requerem cuidados triplicados.

Essa proteção é importante dentro e fora de casa, entretanto, ter um lar seguro é fundamental. Muitos dos acidentes com bebês são causados dentro de casa, por situações domésticas que parecem inofensivas.

Desta forma, acreditamos que o primeiro passo para se preparar para a chegada do bebê é tornar a casa segura e eliminar aqueles perigos escondidos. Após essas medidas, os pais e mães ficaram mais tranquilos para programar os próximos passos.

Portanto, indicaremos neste conteúdo os principais cuidados necessários para que o mais novo integrante da família seja recebido em um lar seguro, cheio de amor, carinho e alegria.

Tem momento mais mágico que este? Não deixe que nenhum acidente o estrague. Confira as medidas que recomendamos para você. Lembrando que cada casa tem suas particularidades, entenda o que faz sentido no seu lar e rotina e coloque em prática!

Cuidado com janelas e sacadas

O primeiro passo de todos, com certeza, deve ser o fechamento de sacadas e janelas por telas de proteção. Por mais que fique visivelmente menos agradável, são super importantes para evitar que os bebês caiam ou até mesmo joguem objetos por esses espaços.

Uma ótima opção para sacadas é o envidraçamento. Além de aumentar a segurança do ambiente em 100%, ainda oferece diversos outros benefícios. Com os vidros, é possível montar até mesmo um espaço kids para a criança brincar em segurança.

Tudo isso é possível porque o envidraçamento é feito por folhas de vidro. Então, dá para abrí-las ou fechá-las quando achar necessário. Se deseja um ambiente mais fresco, por exemplo, pode abrir e depois, quando o bebê acordar, fechar tudo novamente.

É bastante versátil. Além é claro, quando a criança crescer e se tornar adolescentes, ainda terá um cômodo a mais protegido contra chuva, ventos, pode transformá-lo em uma varanda gourmet, entre outros benefícios.

Em resumo, nas janelas as telas são mais do que essenciais. Ainda mais nos quartos, onde têm camas e objetos que facilitam o acesso dos pequenos a este perigo.

Na sacada, além da tela, é possível colocar os vidros que protegem muito o espaço, dão mais oportunidades de aproveitamento ao ambiente e oferecem diversas outras vantagens.

Fora que a sacada de vidro é elegante e sofisticada. Pode parecer um grande investimento, mas o custo benefício é ótimo.

Mas não para por aí, ainda sobre janelas, portas e sacadas, recomendamos cuidado com as cortinas.

Atenção com as cortinas

Ter esses objetos em casa é essencial para mais conforto durante o dia e a noite. Mas, como todos sabem, representam perigo em algumas situações. Uma bastante conhecida é incêndios, caso tenha cortinas perto do fogão, por exemplo, é fácil ter um acidente doméstico.

Mas não é só isso. As cortinas acumulam bastante poeira, o que pode prejudicar a saúde respiratória dos bebês. Se o tamanho delas for maior do que o necessário, podem ocasionar tombos aos pequenos – dependendo da idade, andar é um desafio para eles.

Deixe as cortinas em ambiente propícios, fora do acesso dos bebês e claro, sempre higienizadas. Assim, estes objetos trarão só benefícios ao dia a dia da família.

Bloqueie o acesso de ambientes perigosos

Uma medida bastante importante é o uso de portões de segurança. Com essas ferramentas, é possível evitar que os bebês tenham acesso a escadas, por exemplo. Sabemos que o risco de acidentes nos degraus é enorme, então bloqueá-las é fundamental.

Esses portões são legais porque, adultos conseguem abri-los e fechá-los facilmente, impedindo que o objeto atrapalhe o dia a dia da família. Podem ser usados para restringir a entrada no banheiro e na cozinha, que são espaços mais perigosos para crianças.

São alguns exemplos de como usar essas ferramentas. Se sentir que um ambiente não é seguro para o bebê, aposte nos portões de segurança.

Cuidado com as portas

Tentando impedir que os pequenos entrem em alguns espaços, os responsáveis fecham as portas. É importante certificar que estão de fato fechadas, porque se ficarem batendo, é possível que o bebê machuque o dedo, por exemplo.

Se optar por deixar portas entreabertas, opte pelos protetores – muitos são em formatos de bichinhos e coloridos para agradar as crianças. Com essas ferramentas de borracha colocadas no alto, protege que um vento fecha a porta com o bebê no caminho, evita barulho e torna os espaços mais seguros com bastante charme.

São melhores que os objetos pesados para segurar as portas, estes podem ser retirados pelas crianças ou até mesmo não aguentar o peso da porta. Já que mencionamos essas ferramentas de segurança, tem outra que é mais do que essencial.

São os protetores de quina. Ao começar a andar e engatinhar, as crianças não têm senso de equilíbrio e de espaço. Cair e bater a cabeça nessas quinas pode ser um acidente grave, então certifique-se que todas estejam protegidas com os objetos de borracha.

São feitos exatamente para isso, com o formato e espessura ideal. Além de garantir a segurança dos bebês, ainda impede que o restante da família se machuque nas quinas também.

Cuidado com as tomadas!

Tomadas, por algum motivo, geram muita curiosidade nas crianças, concorda? Não precisamos ao menos comentar sobre o perigo que essas instalações representam. Porém, não é difícil encontrar seu bebê tentando colocar o dedinho nas tomadas.

Por isso, recomendamos os protetores neutros e difíceis de serem retirados. Para não chamar ainda mais a atenção dos pequenos, opte pelos brancos da cor da tomada. Coloque em todas as que não estão sendo usadas no dia a dia e que são de fácil acesso aos bebês.