Compra de consórcios contemplados: entenda os riscos e como evitá-los

Essa modalidade gera muitas dúvidas sobre possíveis riscos e golpes. Entenda então, o que é a compra de cota contemplada e como fazer um investimento seguro.

Existe algum risco ao comprar consórcios contemplados? Entenda que não!

A compra e venda de cartas contempladas é uma modalidade nova no mercado, mas que vem ganhando espaço entre os investidores. A principal pergunta sobre este investimento é: existem riscos ao optar por consórcios contemplados?

Honestamente, sim. Assim como a maioria dos investimentos, existem alguns riscos em comprar cartas contempladas. Entretanto, é uma atividade regulamentada por lei e que se feita corretamente, apresenta apenas benefícios ao seu detentor.

É preciso encontrar um bom vendedor e uma administradora de confiança para que esta compra seja um bom investimento, sem maiores transtornos. Como veremos ao longo deste conteúdo, a compra de consórcio contemplado vale muito a pena e conta com diversos benefícios.

Mas, afinal, como funcionam os consórcios contemplados? Muitos se questionam como essa modalidade funciona, onde comprar e os benefícios dessa operação. Situação compreensível, dado que pouco se fala sobre este investimento.

A resposta para essas e outras diversas questões sobre a compra de cartas de crédito estarão ao longo do conteúdo. Explicaremos quais os possíveis riscos dessa operação e como evitá-los.

Ou seja, tudo que precisa saber sobre o tema. Analise todos os pontos para perceber se é uma boa opção para seu perfil, necessidades e metas financeiras ou pessoais.

Como funciona a compra de consórcio contemplado?

Essa modalidade se dá pela compra de cartas de crédito contempladas. Como assim? Para entender melhor, é preciso compreender como um consórcio comum funciona.

Consórcio é uma modalidade de compra em grupo. Então, pessoas com o mesmo interesse são reunidas e contribuem mensalmente para a criação de um fundo coletivo.

Ao final do contrato, com a quantia adquirida, todos os participantes terão o dinheiro em mãos para comprar o bem desejado. Todo mês, uma pessoa é sorteada para receber a carta de crédito – esse sorteio é a alma do consórcio.

Esta carta é um documento que permite ao consorciado a compra do bem. Então, ao ser sorteado, o participante recebe a contemplação do valor total para a aquisição desejada. Nos próximos meses, este integrante ainda continua pagando as próximas parcelas para que as outras pessoas também consigam o valor.

Todo este processo é organizado pelas administradoras, empresas especializadas nessa operação e responsáveis por gerenciá-la em todos os aspectos financeiros e legais.

A compra de carta contemplada então, é adquirir o documento com o valor total do consórcio. Dessa forma, seu novo detentor entra na operação já com o status de contemplado e poderá fazer a compra do bem à vista imediatamente.

É uma modalidade legal? Sim! É regulamentada pela lei dos consórcios (artigo 13, Lei nº 11.795/08), na qual indica: “todo consorciado poderá transferir seu contrato para outra pessoa, mediante avaliação e aprovação prévia da administradora. A transferência de titularidade poderá ser realizada estando a cota contemplada ou não.”

Os consorciados podem optar por vender a carta de crédito por diversos motivos: reinvestir o valor, comprar outro bem que não o combinado previamente no consórcio, entre outros.

Então, é uma opção legal e segura. Mas como dissemos, é preciso ter alguns cuidados para ser um investimento benéfico e sem maiores transtornos. Confira a seguir, alguns riscos da compra de carta de crédito contemplada.

Entenda os riscos de comprar um consórcio contemplado

Existem pessoas mal intencionadas em diversas áreas, neste segmento não seria diferente. Os principais riscos são comprar uma cota por um valor muito mais alto do que realmente vale ou adquiri-la sem conhecer todas as condições da operação.

Muitos acreditam que ao comprar a carta de crédito, não terá mais custos. Na realidade, será preciso continuar pagando as parcelas que faltam até o final do contrato do consórcio.

Quando colocado na ponta do lápis, geralmente, mesmo com essas mensalidades, o investimento ainda vale a pena. Mas, é preciso calcular todo o valor e entender se de fato, o investimento será benéfico para sua saúde financeira.

É preciso entender também o que será possível adquirir com a cota. Por exemplo, um investidor compra um consórcio contemplado de automóveis, mas deseja adquirir um imóvel.

Isso não será possível, dado que o valor total do consórcio é destinado apenas para automóveis – finalidade previamente combinada no início da operação. Ficou claro?

Pode parecer algo básico, mas muitas pessoas não entendem como o consórcio funciona e podem cair nesses golpes. Estes são alguns dos riscos de comprar uma carta de crédito, como vimos, todos podem ser evitados com conhecimento.

Conte com profissionais qualificados

A compra e venda de consórcios contemplados só podem ser feitos por intermédio das administradoras. É uma medida para dar mais segurança às operações. Então a dica para evitar todos os riscos mencionados é: procure por uma empresa confiável.

Ao encontrar uma administradora de confiança e transparente, será mais fácil identificar possíveis golpes e evitá-los. Essas empresas oferecem profissionais qualificados, então indique quais seus objetivos, condições e metas financeiras.

Com certeza, juntos, encontrarão boas oportunidades. Então, essa conversa é essencial para garantir mais segurança. Encontrar uma cota por conta própria e procurar a administradora apenas para os trâmites não é recomendável.

Após escolher uma ótima opção, certificando de que é um negócio benéfico, o vendedor te passará a titularidade da carta de crédito e assim, poderá adquirir o bem que tanto deseja imediatamente.