Saiba quais são as melhores ações para investir em 2021

Com as reviravoltas da economia e as modificações no cenário internacional, cada vez mais pessoas têm buscado modos de não apenas guardar dinheiro para a posteridade, mas de fazer render o dinheiro que já possuem.

Não por acaso, aumentaram as buscas por ações de 100 reais – sim, elas existem! – e também por planos de previdência privada, que podem ser utilizados para garantir maior renda no futuro e também para adquirir patrimônio, pagar pelos estudos dos dependentes, fazer um intercâmbio, etc.

Se você já está com os olhos em 2021 e gostaria de saber como é possível utilizar o seu dinheiro de forma inteligente no mercado de investimentos, leia o conteúdo que preparamos a seguir. 

Ações: no que devemos prestar atenção antes de investir?

Primeiro, sabemos que a economia sofreu um golpe forte este ano por conta da pandemia do novo coronavírus, que colaborou para o aumento no número de desempregados, diminuição dos lucros de empresas múltiplas e para a queda (ou valorização) das moedas. 

Apesar de tudo isso, o mês de dezembro tem sido positivo para o Ibovespa, que foi capaz de recuperar boa parte das perdas provocadas desde o impacto inicial do novo coronavírus.

Isso significa que já está tudo normalizado? Não. No entanto, as perspectivas para a Bolsa de Valores são positivas, já que alguns setores da economia estão dando sinais de melhora e têm grande chance de recuperar o tempo perdido nos próximos meses.

A dica dos especialistas em investimentos é aproveitar o momento, ainda um pouco instável, para adquirir ações que estão subvalorizadas pelo mercado, mas que têm bom potencial de valorização no futuro (ou seja, fazem parte dos setores da economia que devem andar lado a lado com a recuperação da estabilidade econômica coletiva).

Antes de escolher as ações nas quais irá investir, é importante sempre levar em consideração o perfil do investidor – ou seja, se ele está disposto a ter perdas em algum momento ou se é completamente avesso à ideia – e também a tendência do mercado como um todo. Falaremos mais sobre isso a seguir. 

Ações de baixo custo e risco baixo ou moderado

Uma boa dica para quem deseja adquirir ações de baixo risco (e de baixo custo) é comprar da Itaúsa. Com ações de pouco mais de R$14,00 (até o fechamento desta matéria), é uma das empresas favoritas dos que têm um perfil mais conservador.

O Retorno sobre Patrimônio Líquido da Itaúsa foi de mais de 16% nos últimos cinco anos, o que demonstra bom potencial de geração de valor, em especial para quem adquirir um bom número de ativos.

A M. Dias Branco (MDIA3) é outra opção interessante para os investidores, já que possui ações com valores bem acessíveis (aproximadamente R$33,00) e tem boa possibilidade de valorização para os próximos meses.

O aumento do dólar nos últimos anos fez com que as ações da empresa caíssem. Embora o dólar ainda esteja alto, há a possibilidade de que a moeda em questão sofra uma queda no próximo ano, o que deve diminuir os custos da companhia e, assim, aumentar o valor de suas ações.

Curiosamente, a Lojas Renner, empresa de fast fashion de grande porte, também está com ações bastante acessíveis, com valores pouco acima dos R$60,00. Com a recuperação econômica, é bastante possível que a companhia se recupere e tenha ações um pouco mais robustas. 

Ações baratas, mas de alto risco

Se você é um investidor mais conservador, melhor não apostar nos ativos a seguir, visto que são de alto risco. Se você é mais aventureiro, porém, pode valer a pena voltar os seus olhos para essas possibilidades.

A Vulcabras (VULC3), empresa de calçados, sofreu grande impacto desde o início da pandemia do novo coronavírus. Isso não faz com que ela seja menos interessante, no entanto, visto que a companhia comprou a operação da Mizuno e tem o licenciamento de outras marcas de grande porte, como a Grendene.

Suas ações custam por volta de R$10,00. Espera-se que, para o próximo ano, a companhia consiga se recuperar – especialmente porque conta com uma boa gestão e ativos baratos, o que pode aumentar o número de investidores de forma consistente.

Existe também a Valid, uma companhia responsável por segurança digital, que está com ações de pouco mais de R$16,00. A empresa sofreu um baque muito forte com o novo coronavírus, mas também há expectativa de melhora para o próximo ano.

Se você não sabe por onde começar ou tem dúvidas sobre os melhores investimentos, converse com um especialista.