Cupom de desconto Workana de R$ 100,00

Cupom de desconto workana de R$ 100,00
Todos nós já vivenciamos a situação de estar com algumas dívidas e não saber bem como nos livrar delas. Segundo o SPC (Serviço de proteção ao crédito), cerca de 40% dos brasileiros maiores de 18 anos possuem alguma dívida em atraso, o que gera a pergunta: Como pagar minhas dívidas?

Pagar dívida


Há uma cultura predominante no nosso país da falta de educação financeira, o que leva diversas pessoas a gastarem compulsivamente, sem ter um controle sobre suas finanças, consequentemente essas pessoas acabam em maus lençóis.

Uma das principais dívidas que afeta muitos indivíduos no Brasil, é a conta do cartão de crédito, pois é comum que fiquemos encantados com a possibilidade de ir comprando e pagar depois, e sempre há um uso abusivo deste item.

Entretanto, não é o fim do mundo, você pode encontrar maneiras de quitar suas dívidas e neste textos nós iremos te mostrar algumas destas formas de limpar o seu nome.

Como posso quitar minhas dívidas?


Caso você se identifique com a situação citada acima, não há motivos para pânico, quitar suas dívidas é perfeitamente possível, para isso é preciso seguir algumas dicas que veremos mais à frente.

Porém, o passo a passo para conseguir se livrar dessas despesas atrasadas é o seguinte: Ter noção do valor total em débito, fazer um plano de prioridades de pagamento, para casos de mais de uma dívida, negociar a(s) dívida e fazer um plano de economia do seu dinheiro.

Quantifique o valor que está devendo


O passo inicial para pôr em prática o plano de economia e negociação das dívidas, é mensurar qual o valor que você está em débito e com quem, pois assim você poderá observar a situação de um ângulo mais claro.

É um momento de reflexão, com essa análise você saberá com o que gastou, poderá perceber se as despesas foram realmente necessárias e começar a se educar financeiramente para evitar sofrer com essa situação no futuro.

Redistribua os valores gastos mensalmente


Os profissionais de contabilidade costumam sugerir que você reserve pelo menos 30% do seu salário por mês, para um fundo de emergências ou para gastos com si mesmo no futuro.

Porém, como aqui estamos lidando com uma situação de quitação de dívidas, talvez não seja possível guardar esse valor mensal até conseguir o total pagamento das despesas.

Mas é sempre bom aplicar a seguinte distribuição para o seu salário a cada mês:

  • 55% para os gastos essenciais — contas de luz, água, internet, aluguel, transporte, etc;
  • 5% para o aprimoramento educacional - Esta porcentagem é relativa aos investimentos que você fará para se tornar um profissional qualificado e requisitado no mercado;
  • 10% para alguma forma de previdência privada - A noção de que é necessário investir em um plano de aposentadoria se populariza mais a cada dia;
  • Reservar 30% do salário para gastos futuros ou fundo de emergência, a distribuição atenderia o seguinte esquema:
  1.  10% para gastos livres ;
  2.  20% para metas — Esse é o montante que levará você a alcançar suas metas de curto, médio e longo prazo.

Parta para a negociação de dívidas


A distribuição de valores precisa vir antes da negociação com os credores, pois você precisa ter definido alguns números, como a quantia que você irá dispor por mês para as parcelas das dívidas, caso opte por essa opção.

Lembre-se de que alguns gastos são indispensáveis, tais como moradia, alimentação, saúde, por isso ao negociar, garanta que você vai ter o suficiente para sobreviver.

A sugestão é de que se for possível pagar a dívida a vista, escolha essa opção, pois irá estimular os credores a oferecerem descontos para você.

Caso seja necessário parcelar, se atente aos juros que irão recair sobre as parcelas e busque dividir no mínimo de parcelas possíveis.

Hora da educação financeira


Agora que você está encaminhado para se livrar das dívidas e tudo está acertado, é hora de aplicar a educação financeira na sua vida, dito isso, será necessário fazer uma tabela com todos os seus gastos.

O intuito aqui é saber o que é essencial e o que é supérfluo, todos nós temos aqueles gastos impulsivos que não são necessários, é o delírio consumista nos consumindo por inteiro.

Se atente aos gastos com lazer, e por eles me refiro às saídas com os amigos para cantos com preços salgados, preste atenção às coisas que você assina, como tv a cabo, por exemplo, revistas ou jornais que você sequer lê.

Em suma, direcione seus gastos apenas para aquilo que é essencial na sua vida, coisas que ofereçam algum tipo de bem para você.

Agora se mesmo após seguir o passo a passo as coisas ainda estiverem complicadas, há outras opções como conseguir uma renda extra, ofereça seus talentos para trabalhos freelancer, garantindo assim uma saída mais rápida do estresse causado pelas dívidas.

Muitas pessoas estão optando por plataformas on-line que você pode oferecer seus serviços ou para trabalhar como motorista em aplicativos de viagens, como a Uber, por exemplo.

Reveja se a sua moradia não é grande demais para uma só pessoa e caso esteja sobrando espaço, você sempre pode dividir o apartamento com outra pessoa ou buscar um canto menor, que lhe acomode melhor.

Talvez a última e mais importante dica é sobre o seu controle emocional, muitas vezes por causa de estresse, ansiedade ou tédio, acabamos entrando de cabeça no mundo do consumo excessivo para buscar alguma forma de satisfação, evite cair nessa e direcione esses desejos para algo produtivo na sua vida.





Postagem Anterior Próxima Postagem
Cupom de desconto workana de R$ 100,00