5 dicas para escolher portas de enrolar residenciais

Que as portas de enrolar trazem inúmeras facilidades para o dia a dia de estabelecimentos residenciais e comerciais não é novidade. 

Com elas, é possível otimizar espaços e, na versão automatizada, ganhamos também na segurança e praticidade que o dispositivo oferece, reduzindo o tempo de operação e, consequentemente, as chances de acidentes e abordagens indesejadas. 

Existem diversos modelos de portas de enrolar automáticas no mercado, com diferenças estéticas e de fabricação, mas o funcionamento é basicamente o mesmo. 

Basta apertar um botão que irá acionar o motor. Então, o perfil da porta se movimenta verticalmente, com o auxílio de guias laterais e de um eixo tubular superior, em que a folha metálica se enrola para abrir e desenrola para fechar. 

De modo geral, as portas de rolo, como também são conhecidas, têm ótima durabilidade, são versáteis e, por isso, seu custo benefício é muito atrativo.

Entretanto, algumas dicas podem fazer toda a diferença para que você escolha a melhor opção em portas de enrolar residencial para seu espaço. Confira algumas delas a seguir!

Dica nº1: qual é a sua necessidade?

Antes de mais nada, é preciso levar em conta qual é a real necessidade de seu espaço para definir a melhor opção. 

Afinal, existem modelos específicos para garagens externas, internas, portões de condomínios, entre outros, então saber onde será feita a instalação faz a diferença para uma boa escolha. 

Também é importante ter em mente o fluxo de movimentação da porta, que irá determinar a potência do motor utilizado, bem como a localização do imóvel, que pode exigir materiais específicos para a fabricação. 

Todos esses fatores são importantes para ter um bom funcionamento da porta de enrolar automática, garantindo sua durabilidade e, principalmente, a segurança da residência e de todos que nela habitam. 

Dica nº2: qual material é o melhor?

Como dissemos, em determinadas situações um material pode ser mais interessante do que o outro para a confecção das portas, mas um fator é indispensável para fazer um bom negócio: que o metal escolhido seja de alta qualidade. 

Um dos melhores materiais para portas de enrolar é o aço galvanizado que tem ótima resistência e custo mais atrativo do que o do alumínio, por exemplo. 

As ligas de zinco adicionadas ao aço no processo de galvanização fazem com que o material se torne mais resistente a impactos e intempéries, como chuvas, sol forte e maresia, tornando possível a utilização mesmo em ambientes litorâneos. 

Além disso, esse tipo de aço é bastante leve, otimizando a potência dos motores e reduzindo gastos com a energia elétrica, o que torna a opção ainda mais vantajosa no longo prazo.

Dica nº3: faça diversos orçamentos

Nem sempre a primeira indústria de portas e portões automáticos consultada é a que oferece o melhor preço e as melhores condições de pagamento. 

Por isso, vale a pesquisa cuidadosa, avaliando as opções e escolhendo a que melhor se encaixa em seu orçamento. 

Entretanto, é preciso observar quais materiais serão utilizados para essa confecção, uma vez que, como ressaltamos no item anterior, a qualidade é indispensável para ter um bom resultado final. 

Então, ao fazer o orçamento, aproveite para tirar todas as dúvidas quanto a esse ponto, para ter a certeza de que o melhor preço também irá corresponder à melhor entrega. 

Para um orçamento mais qualificado, não esqueça de informar adequadamente as medidas – altura e largura – e demais características solicitadas.

Dica nº4: a empresa é de confiança?

Sabe aquele ditado que diz que o barato às vezes sai caro? É preciso ter cuidado para não tornar isso realidade! Portanto, não basta avaliar o preço, embora esse seja um fator muito importante. 

Com as cotações em mãos, faça uma pesquisa sobre a reputação da empresa, busque por referências na internet, como em comentários de clientes anteriores e avaliações nas redes sociais.

Também recomendamos pesquisar sobre o fornecedor em sites que reúnem reclamações de consumidores que tiveram problema com a marca ou entrar em contato com o Procon de sua cidade para checar queixas formais contra a empresa. 

Sempre que possível, peça a indicação de empresas de confiança para amigos e familiares, pois nada melhor do que contar com a opinião de alguém próximo sobre a qualidade do produto adquirido, especialmente depois de algum tempo de uso. 

Dica nº5: mais do que qualidade, exija garantia!

Por último, mas não menos importante, é preciso encontrar formas de se precaver de problemas que podem aparecer na operação cotidiana da porta de enrolar residencial. 

Afinal, alguns defeitos não aparecem logo no início e, mesmo produtos de boa qualidade, podem apresentar problemas pontuais e imprevisíveis. 

Por isso, exija a garantia das peças e do funcionamento do produto, para evitar dores de cabeça futuras!

Uma empresa de confiança, que trabalhe com materiais de primeira qualidade, não irá hesitar em fornecer certificado de garantia – geralmente de 1 ano – e, se necessário, se comprometer com a manutenção e substituição de peças defeituosas. 

Além disso, certifique-se de que o fornecedor trabalha com peças para substituição rápida e assistência técnica para prestar serviços mesmo após o término da garantia, com valores justos e acessíveis em caso de necessidade. 

Assim, você terá a certeza de que não ficará na mão em caso de problemas, usufruindo de toda a praticidade e segurança que uma porta de enrolar proporciona para seu dia a dia.

dicas para escolher portas de enrolar residenciais