Como escolher o corpete certo? Veja a variedade de tecidos e modelos

O corpete, que também é conhecido pelo nome de corselet, é inspirado nos espartilhos e corsets. Essa peça tem como principal objetivo dar postura e suporte aos seios das mulheres e foi muito usada no século XIX por baixo dos vestidos.

No início, eles eram produzidos com barbatanas metálicas e se fechavam com amarrações nas costas. Nos dias de hoje, o principal motivo de ser usado é para modelar a cintura. 

Para aquelas que querem experimentar o espartilho e toda a delicadeza dessa peça, o mais indicado é apostar no corpete.

Ele não é feito sob medida, não amarra atrás e é mais frágil. Com a tendência boudoir, lingerie para sair na rua,  eles passaram de underwear para outerwear e deixaram de ser apenas mais um item usado por baixo da roupa, para se tornar parte dos looks. 

A cara do verão, o corpete vem como forte tendência para a  nova estação.

corpete
Imagem: Le Lingerie 

Os tipos de corpete 

Basicamente, existem dois tipos de corpetes: o underbust e o overbust. O primeiro fica abaixo da região dos seios e não os cobre, já o segundo fica por cima deles.

É importante lembrar que se a compra for feita pela internet vale a pena você tirar suas medidas para comparar com as do site e, dessa forma, garantir uma compra mais assertiva, especialmente na região da cintura.

Isso porque o tamanho errado pode acarretar problemas de postura, para o seu corpo e até para os órgãos internos. 

A variedade de tecidos

Existem diversos tipos de tecidos, das mais variadas cores e estampas, tem para todos os gostos. Por isso, para decidir qual você vai levar, vai depender muito da ocasião em que ele será usado. 

As peças de cetim, trazem um toque de cintilância e muitas das vezes são usadas em ocasiões mais especiais.

O tafetá é menos chamativo, muito escolhido pelas mulheres que são mais reservadas e é um dos tecidos que pode ser usado como outwear, ou seja, uma opção de peça para sair. 

O tule é um material bastante usado por causa da sua versatilidade, ele é bastante confortável e mais fácil de ser vestido, quando comparado ao tafetá, por exemplo. 

tule
Imagem: Le Lingerie 

O brocado é um tecido que não precisa de muitos acessórios, isso porque ele sozinho já é mais trabalhado e não exige muitos adornos que o complemente. 

O tecido vinílico é o mais ousado de todos até então, muito usado por pessoas com um estilo mais voltado para o rocker.

Já para as românticas o tecido de renda é o mais escolhido, conhecido por sua delicadeza, elegância e charme, pode ser encontrado em diversas cores e é muito bonito. 

românticas o tecido de renda
Imagem: Le Lingerie 

Cuidados com a peça 

Na hora da lavagem, não é recomendado colocar a peça na máquina de lavar junto com as outras, ele precisa ser lavado a seco ou à mão com sabonete neutro.

É importante tomar cuidado com algum acessório que possa acabar tocando nele e acabar desfiando o tecido. Guarde-o corretamente dentro do saquinho no qual ele veio e não o coloque embaixo das roupas, assim não modifica o formato da peça, seguindo todas essas dicas, você conseguirá manter a qualidade e garantir uma maior durabilidade do seu corpete.  

Como escolher o corpete certo