O que é uma capela de laboratório?

A capela laboratório é bastante utilizada na manipulação de processos de baixo, médio ou alto nível de periculosidade.

Este é um tipo de equipamento que não só fornece segurança para quem está manipulando reagentes químicos, como também para os demais profissionais de um laboratório.

Assim, a capela laboratório também se enquadra como um ERP, ou seja, um equipamento de proteção coletivo.

No entanto, embora ela seja até bem simples de ser contextualizada, sua definição ainda gera dúvidas para inúmeros profissionais.

Pensando nisso, neste artigo reunimos as principais informações a respeito da capela laboratório. Afinal, ainda que ela se refira um mesmo instrumento de proteção, é de extrema importância saber qual o tipo de segurança que o usuário deseja obter.

Quer entender mais sobre o que é uma capela de laboratório? Então continue conosco para entender sobre o tema.

Boa leitura!

Afinal, você sabe o que é uma capela laboratório?

A capela laboratório, também conhecida por capela de exaustão, nada mais é que um equipamento utilizado para eliminar reagentes tóxicos e fumaças de um local de trabalho, dos quais podem trazer diversos riscos à saúde humana.

Enquanto presentes no mesmo ambiente, elas têm como função principal realizar a proteção dos profissionais, em relação a poeiras e toxinas que podem ser exaladas pelo nosso organismo.

No geral, a capela laboratório faz parte integral dos sistemas de ventilação de um laboratório, tendo como outra principal função garantir a proteção de outros recintos não laboratoriais contra o ar tóxico proveniente de laboratórios.

Fora isso, a capela laboratório também é destaque pelo seu design moderno, o que permite uma maior eficiência na redução de gastos com o uso de equipamentos de ventilação ultrapassados, especialmente em relação aos custos com energia elétrica.

Além disso, este tipo de material também é bastante utilizado em diferentes setores industriais ao redor do mundo, evidenciando os seus benefícios e características mais fortes, tais como os segmentos farmacêuticos, de eletrônica, pesquisa e medicina.

Como funciona uma capela laboratório?

A princípio, o funcionamento de uma capela laboratório baseia-se no fluxo laminar de ar através de seu gabinete.

Basicamente, este controle é realizado a partir da entrada de ar através de um ou mais filtros HEPA, tendo como foco tornar o ambiente livre de partículas nocivas ao nosso corpo.

Após esse processo, o ar é redirecionado para um sistema de captação que, em seguida, é exaurido pela superfície de trabalho como parte do fluxo laminar do ar.

Com isso, o ar captado pela capela laboratório primeiro passa por uma espécie de pré-filtro, garantindo um fluxo de ar mais aerodinâmico para o gabinete.

Em seguida, o ar retido dentro da capela laboratório é direcionado pelo motor até os filtros HEPA. Por sua vez, estes filtros fornecem uma das funções mais importantes da capela, onde resíduos como bactérias, fungos e outros materiais são contidos pelo sistema.

Como resultado, o ar liberado sai livre de partículas nocivas para a nossa saúde, sendo muitas vezes descartado pela perfuração presente na extremidade inferior traseira do gabinete ou pela bancada de trabalho, liberado em grande parte à nível do rosto do operador.

A capela laboratório é fechada nas laterais, sempre mantendo um fluxo de ar puro e constante, de modo que se evite possíveis contaminações do ar presente no ambiente externo.

Confira algumas características técnicas da capela laboratório

As capelas de laboratório são classificadas em até três classes, de acordo com suas capacidades de contenção ao trabalhar com agentes químicos e biológicos. A seguir, confira mais detalhes sobre cada uma delas:

  • Classe 1: são os equipamentos destinados para locais onde o nível de periculosidade é considerado baixo, tais como reagentes voláteis, aquecimento brando, quarteamento, destilação e titulação;
  • Classe 2: são os equipamentos destinados para locais onde o nível de periculosidade é considerado médio, tais como digestão, evaporação, ácidos fortes, trabalhos a quente, peróxidos, calcinação e bases fortes;
  • Classe 3: são os equipamentos destinados para locais onde o nível de periculosidade é considerado alto/elevado, tais como elementos cancerígenos, tóxicos, agrotóxicos, inflamáveis, de combustão e mercúrio.

Capelas de laboratório é na Fillkplas

A Fillkplas possui todos os equipamentos necessários para proporcionar a segurança e eficácia que o seu laboratório precisa!

E quando o assunto é capela laboratório, temos a solução ideal para o seu caso. São produtos de alto padrão para garantir a segurança dos colaboradores e o cumprimento às normas ambientais.

Somos uma empresa especializada em itens laboratoriais, com consultores disponíveis para sanar quaisquer tipos de dúvidas em relação aos produtos oferecidos. Portanto, não perca mais tempo! Entre em contato com um de nossos especialistas para te auxiliarmos da melhor forma a escolher um produto que atenda a sua demanda. Podemos te ajudar!

capela de laboratório