atividades complementares

Quais tipos de atividades complementares são aceitas pelas instituições de ensino?

Para praticamente todos os estudantes universitários existe uma espécie de terror que assombra a sua graduação. Existem vários pontos em vários cursos que realmente transformam a experiência do estudo em algo assustador e as atividades complementares são um deles.

Entenda, uma graduação tradicional irá realmente entregar alguns conteúdos que muitas vezes são difíceis de se colocar diretamente na prática. Não é que eles sejam irrelevantes, mas são pura teoria.

Isto é bom, pois te fará entender como as coisas realmente funcionam. Entretanto, o mercado de trabalho é algo muito segmentado, e além disso, não raramente, criam várias demandas que não tem como você atender só com o que aprendeu na faculdade.

Mas seria mais difícil ainda tentar cobrar mais 2 ou 3 anos de curso, até mesmo porque não há garantia de que novos conteúdos inseridos serão realmente o que você vai precisar.

Sendo assim as atividades complementares são ações que você pode realizar para complementar o seu estudo indo na direção de carreira que mais te agrada. Isto por si só já é um ponto muito positivo.

O grande problema com estas atividades em si, é que elas não são constantemente cobradas, nem fazem parte direta de uma matéria. Assim, muitos dos que estão procurando sua formação acadêmica, acabam deixando elas para o último momento.

Ou seja, você terá algumas centenas de horas para realizar em poucos meses, ou mesmo um ano. Este tipo de situação ainda costuma se acumular com situações como o estágio e a redação do TCC.

Por isso gostaria de te ajudar hoje a sofrer menos, a ideia é apresentar tudo o que pode ser considerado como uma hora complementar. Sendo que a maioria delas você já pode ter feito!

O que conta como atividades complementares?

Várias atividades podem gerar essas perseguidas horas para você, muitas mesmo. Entretanto é válido dizer que nem todas as faculdades seguem o mesmo regimento, e é normal que algo possa não valer.

Normalmente é comum que as pessoas façam uma vista grossa para estas limitações, desde que a atividade realmente seja válida. Porém é justo dizer que você realmente não deve jogar com a sorte.

Por isso, minha recomendação é pedir ao coordenador do curso uma relação de possíveis horas complementares. E então comparar com as indicações listadas aqui.

Tente evitar se esforçar e gastar tempo com algo que não te trará retorno.

1 – Palestras

As palestras são algo semelhante a uma super aula, mas não mudam normalmente do formato de uma aula comum em um curso superior.

A principal diferença é que seu conteúdo e base normalmente são criados em cima de um conteúdo um pouco específico, e onde muitas vezes tudo pode ser explicado de uma vez.

Então não é incomum ver palestras que duram 40 minutos, enquanto outras podem durar 3 ou 4 horas. Tudo depende do conteúdo a ser apresentado e da pesquisa que foi feita por trás dela.

Normalmente este conteúdo está totalmente baseado em uma pesquisa, sendo às vezes uma apresentação de artigo ou outro trabalho acadêmico. Até mesmo resenhas podem ser utilizadas para este propósitos.

O bom é que você pode ganhar horas complementares tanto por assistir como por palestrar. Lembrando que em algumas situações, fazer a palestra conta com horas a mais, já que você gastou tempo elaborando tudo.

2 – Cursos livres

Fazer um curso para horas complementares é realmente uma ideia brilhante, que poderá fazer com que seu currículo seja substancialmente melhorado. É importante dizer que existem várias opções por aí, mas é sempre interessante escolher algo ligado à sua área.

Por exemplo, qualquer curso irá ser beneficiado com um curso de inglês. Assim como cursos de exatas podem ser enriquecidos com cursos sobre programação.

Recomendo sempre escolher cursos que vão enriquecer o seu currículo futuramente. Logo você poderá ter resultados ainda mais positivos profissionalmente além da sua graduação.

E claro, a grande vantagem aqui é que você pode ganhar dezenas de horas com apenas um simples curso.

3 – Monitoria

Muitas pessoas se destacam em nota ao estudar. Seja por uma maior facilidade ou mesmo por um maior esforço, existem vários outros alunos que não alcançam tantos méritos.

Sendo assim a monitoria é uma atividade onde um aluno mais experiente ensina a matéria para outro mais experiente. E por isso acaba ganhando um bônus em horas complementares, sendo que alguns ganham até mesmo uma bolsa em dinheiro.

Claro, para ter direito a tal coisa é necessário, no mínimo, já ter sido aprovado naquela matéria.

4 – Pesquisa

A pesquisa acadêmica é uma excelente oportunidade de ganhar horas complementares ao mesmo tempo em que garante um domínio maior da sua área de ensino.

Com uma pesquisa acadêmica você desenvolve conhecimentos novos, e até mesmo contribui para uma possível descoberta revolucionária. Mesmo que não se encontre uma aplicação prática direta, é importante notar que este pode ser um pilar para outra descoberta no futuro.

Um ponto interessante aqui é que não só ajuda você a entender melhor seu curso, como também conta pontos para quem quer ir além, fazendo um mestrado ou doutorado.

E também é uma excelente fonte de horas, talvez a que mais pese na soma total no final.

Entretanto é bom lembrar que existem atividades com limites de horas determinados.

Considerações finais

São várias outras oportunidades que você pode ter para complementar suas horas. Mas das várias atividades listadas aqui, com certeza fazer cursos online que contém para o seu currículo é uma das melhores opções.

Entretanto uma coisa é necessário se preocupar com uma coisa muito importante: a certificação. Muitas pessoas acabam investindo em cursos que não possuem certificados necessariamente válidos.

E o pior, podem até gastar um bom dinheiro com isso. Sendo assim, a melhor coisa a se fazer é realmente ir atrás de conhecimentos gerais que podem iluminar seu dia a dia. Por isso, minha recomendação seria exatamente procurar bastante para ter certeza.

Te desejo muito sucesso!

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Certificado Cursos Online, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre cursos, educação e diversos segmentos.