Hospedagem cloud grátis

Ficou desempregado? Veja como solicitar o adiamento das parcelas do financiamento do seu imóvel.

Como uma alternativa para tentar facilitar a vida dos trabalhadores, dos micro e dos pequenos empreendedores que foram afetados pela crise financeira, os bancos estão permitindo o adiamento do pagamento das prestações de imóvel por 60 dias.

Adiamento de prestações de imóvel

Além de valer para todas as pessoas que tenham financiamentos de imóveis e carros nos bancos, essa medida engloba outros tipos de dívidas. Seguindo passo a passo as instruções de cada instituição, é possível conseguir a liberação dessa obrigação. A única exigência é que as prestações de crédito estejam em dia.

Durante esse período, a taxa de juros será mantida, não havendo cobrança de multa. Ou seja, o cliente que optar pelo adiamento das parcelas ficará dois meses sem pagá-las. Após isso, o pagamento das prestações volta ao normal, com as parcelas não pagas sendo adicionadas ao final do financiamento.

Antes de tudo, é importante ressaltar que esse pedido não precisa ser realizado nas agências dos bancos, como uma medida de segurança contra a aglomeração. A recomendação geral é que os clientes façam esse pedido por meio dos canais eletrônicos, como o Internet Banking, e da central de atendimento telefônica.

Dito isso, a seguir, veja o que você precisa fazer para pedir o adiamento das prestações de imóvel nas grandes instituições financeiras, como Caixa, Itaú, Santander e Bradesco.

Caixa


A Caixa informa que essa medida vale para contratos habitacionais tanto de pessoa física quanto de pessoa jurídica. No entanto, caso o cliente esteja utilizando o FGTS para o pagamento das prestações, não poderá solicitar a pausa.

Após o cliente pedir o adiamento, o banco irá efetivar a solicitação em até 48 horas, com a data retroativa. Ou seja, o mutuário conseguirá pausar as prestações que vencem na mesma semana.

Essas condições são as mesmas para os clientes que possuem a modalidade de Home Equity, ou seja, Crédito Imóvel Próprio. Nessa situação, a única diferença é que será preciso já ter quitado 11 parcelas, no mínimo.

Para pessoa física, o serviço está disponível em caráter emergencial, especialmente para quem ficou desempregado ou teve uma diminuição de renda durante o período.

Esse recurso pode ser acessado por meio do aplicativo Habilitação Caixa, do WhatsApp com o número 0800-726 8068 ou do Telesserviço com o telefone 3004-1105, para as capitais, e 0800-726 0505, para as outras cidades. O atendimento está disponível de segunda a sexta-feira, das 08h às 20h.

Já para os contratos habitacionais com pessoas jurídicas, é necessário entrar em contato diretamente com o gerente para formalizar o pedido. 

Bradesco


Por meio de um comunicado, o Bradesco colocou-se à disposição para adiar, em até 60 dias, as dívidas de operações que estejam atualizadas. Para isso, o cliente precisa acessar o Internet Banking, preencher um formulário, assiná-lo e enviá-lo por e-mail. Feito isso, o valor adiado será dividido nas parcelas que restarem.


Itaú


No Itaú, a solicitação pode ser feita por meio das centrais de atendimento da instituição. O serviço está disponível de segunda a sexta-feira, das 08h às 21h, pelo telefone 4004-7051, para capitais e regiões metropolitanas, e pelo número 0300-789-7051, para as demais localidades.

Santander


Por sua vez, o Santander disponibilizou um portal para orientar as pessoas interessadas em pedir a prorrogação do vencimento das dívidas.

Para pessoa física, a solicitação pode ser feita por meio do telefone 4004-3535, para capitais e regiões metropolitanas, e pelo número 0800-702-3535, para as demais localidades.

No caso de pessoa jurídica, o cliente deve procurar o gerente para tratar a questão diretamente com ele.
Postagem Anterior Próxima Postagem