Como funciona um sistema de abastecimento de água?

Poucas pessoas realmente sabem como funciona um sistema de abastecimento de água, dito isso, o intuito desse artigo é justamente explicar de uma forma mais detalhada como funciona esse sistema no Brasil.

A Terra é um planeta que tem 70% da sua superfície composta de água, infelizmente 67% dessa água é salgada, ou seja, não é própria para o nosso consumo.

Apenas 3% de toda a água presente na terra é doce, o que não é muita coisa, considerando ainda que a maior parte dessa água está presente nas geleiras.

No fim das contas, a quantidade de água própria para o nosso consumo é baixíssima, visto que água da chuva também é imprópria para consumo humano, pois ela contém muitas impurezas.

Portanto, para que nós sejamos abastecidos com algo limpo e próprio, é preciso aplicar um longo processo para conseguir água potável.

Para isso é necessário saber identificar se ela possui ou não poluição orgânica, e para isso são usados compostos nitrogenados, oxigênio consumido e cloretos.

Quais são os objetivos ao implantar um sistema de abastecimento de água?

Há alguns locais onde não há sistema de abastecimento de água pública, logo esses lugares adotam poços artesianos para conseguir água.

No entanto, há vários aspectos vantajosos em utilizar um sistema de abastecimento, e eles são divididos da seguinte forma!

Aspectos sanitário e social

  • Controlar e prevenir doenças
  • Implantar hábitos higiênicos na população
  • Facilitar a limpeza pública
  • Facilitar as práticas desportivas
  • Propiciar conforto, bem-estar e segurança
  • Aumentar a expectativa de vida da população

Aspectos econômicos

  • Aumentar a vida média pela redução da mortalidade
  • Aumentar a vida produtiva do indivíduo, por meio do aumento da vida média ou pela redução do tempo perdido com doença
  • Facilitar a instalação de indústrias
  • Facilitar a proteção dos mananciais
  • Facilitar a supervisão do sistema
  • Facilitar o controle da qualidade da água
  • Facilitar a economia de escala

Quais são as unidades que compõe um sistema de abastecimento de água?

Para compreender melhor como é composto esse sistema, precisamos ir mais a fundo e conhecer as unidades que compõem um sistema de abastecimento de água. Confira quais são essas unidades e qual a função delas!

  • Manancial – Como o nome já bem diz, ele é apenas a fonte de onde será retirada a água para o início do processo de tratamento;
  • Captação – Para fazer a retirada é preciso ter equipamentos específicos e é aí que começa a parte de captação do manancial para jogar a água no sistema de abastecimento;
  • Adução – Nada mais é que a tubulação e a sua principal função é a ligação da captação para o tratamento, e também do tratamento à rede de distribuição. A adução pode acontecer tanto por gravidade quanto por recalque;
  • Tratamento – O tratamento completo de uma estação de tratamento da água (ETA) não é uma regra, pois depende da qualidade da água captada. Entretanto, todos os sistemas existentes possuem no mínimo o tratamento com cloro e flúor;
  • Reservatório – Responsável pela parte de armazenamento da água, também tem por responsabilidade outras funções, tais como atender as demandas de emergência, manter uma pressão constante na rede e atender a variação de consumo. Quanto à variação, isso vai depender muito do clima e dos hábitos de consumo da população local;
  • Rede de distribuição – Responsável pela distribuição direta entre o sistema de abastecimento e as residências da população;
  • Ramal Domiciliar – Unidade de ligação que ocorre entre a rua e as casas.

Como funciona um sistema de abastecimento de água?

Antes de se pensar em construir um sistema de abastecimento, é necessário realizar um estudo profundo da localidade, para evitar problemas.

Isso vai desde a escolha do manancial certo, o que necessita de uma longa análise. Em seguida, é preciso escolher qual será o método de captação utilizado.

Feito tudo isso vem uma das partes mais importantes, que é o processo de tratamento, que passa por nove fases antes de ser disponibilizada para os moradores. Veja quais são as fases:

  • Oxidação;
  • Coagulação;
  • Floculação;
  • Decantação;
  • Flotação com ar dissolvido;
  • Filtração;
  • Desinfecção;
  • Correção de Ph;
  • Fluoretação.

Em seguida, a água é direcionada para os reservatórios, no qual já vimos que sua função é manter certa regularidade no abastecimento e atender demandas emergenciais.

Por fim a água chegará aos ramais residenciais e lá se unirão às ligações internas das casas.