Cupom de desconto Workana de R$ 100,00

Cupom de desconto workana de R$ 100,00
Agora você vai aprender como trabalhar em casa promovendo um encontro dos seus talentos com as ferramentas digitais.

vendas pela internet

Se antes da pandemia nós já tínhamos notícia que muitos trabalhos e negócios só sobreviveriam se olhassem com carinho para o maravilhoso mundo da internet, durante a quarentena essa realidade ficou ainda mais evidente. Agora nós já temos plena consciência de que estes movimentos vieram mesmo para ficar.

Se você também foi afetado por estes desafios e chacoalhadas trazidos pelo COVID-19 e, cada vez mais, pensa em construir oportunidades e estabelecer processos de trabalho dentro de casa, este artigo é para você. Nele, listei 5 caminhos possíveis, viáveis e muito simples de serem implementados. Leia e veja com qual deles você mais se identifica. E, claro, mãos à obra.

1) Seja um afiliado


Ser afiliado é uma das atividades mais promissoras atualmente. É através deste tipo de trabalho, que muitos jovens estão conseguindo de forma rápida atingir facilmente seus ganhos acima de 5 dígitos por mês. Mas calma, isso é possível, mas depende de um trabalho sério e dedicado.

Além disso, este tipo de atividade te dá a possibilidade de trabalhar em casa, próximo a família, com liberdade de tempo e geográfica. Existem muitas pessoas inclusive, que após ter se tornado um afiliado digital, passou a viajar pelo mundo levando seu escritório na mochila.

Isso tudo é possível trabalhando como afiliado digital.

Mas existem diversas formas de trabalhar como afiliado, assim como existem diversas estratégias que podem ser seguidas.

Para você entender essa atividade, basta se lembrar do vendedor comissionado, aquele que vende um produto e ganha uma porcentagem sobre sua venda. Com o afiliado, acontece o mesmo, com a diferença que ele poderá vender não só produtos físicos como também digitais. Por exemplo, um curso, ou um ebook.

Você pode usar plataformas como a Hotmart, o Monetizze ou a Eduzz para se tornar um afiliado. Nesse caso, é importante que antes você leia as regras para participar. Lá, existe uma infinidade de produtos que você pode se afiliar, de diferentes tipos de nichos, como dinheiro, relacionamento, hobbies, saúde e beleza, entre outros. Ou seja, você pode escolher o segmento que mais se identifica.

Se aquele produto faz parte do seu universo, melhor ainda. Quem é autoridade no assunto tem mais chances de vender, porque tem domínio daquele conhecimento. Se você é um(a) dentista e quer vender um curso sobre prótese dentária, desenvolvido por outra pessoa, seu público saberá que pode confiar. Porém, se você preferir vender sem precisar aparecer, também existe esta opção. 

2) Faça do seu conhecimento um produto


Quando o mundo dos negócios encontrou com o mundo digital, os empreendedores não se depararam apenas com a oportunidade de comercializar seus produtos pela internet, mas também de gerar receita com infoprodutos.

Trata-se de um material no qual você sistematiza e organiza conhecimentos e informações que você tem, frutos da sua experiência de trabalho ou domínio sob determinado assunto, e que podem gerar valor para outra pessoa.

Imagine que você trabalha com confeitaria. Você não precisa ganhar dinheiro apenas com os produtos que já comercializa, como bolos e docinhos, mas criar livros digitais (ebooks) com temáticas variadas, como “7 receitas de salgadinhos de festa” ou “como fazer um bolo de aniversário de duas camadas”, etc. Se você trabalha com decoração, pode disponibilizar um conteúdo que apresentar “caminhos para dar um up na sua casa sem gastar quase nada”.

Esses materiais podem ser desenvolvidos em quaisquer formatos: textos com imagens (ebooks), vídeos, podcasts, etc. Você pode oferecê-los gratuitamente - mediante cadastro, para aumentar sua base, as chamadas “iscas digitais” - ou vendê-los. Para isso, basta fazer algumas customizações no seu site. 

3) Trabalhe como assistente virtual


São muitos os profissionais que precisam de ajuda para organizar agenda, marcar reuniões, tirar dúvidas simples de clientes, controlar planilhar ou resolver questões burocráticas, como emissão de notas e contratos. Este tipo de demanda é comum entre profissionais da saúde, por exemplo, médicos, dentistas, terapeutas, etc?

Mas você sabia que, em muitos casos, este tipo de trabalho pode ser feito remotamente? Basta você estabelecer uma boa organização e comunicação – para não permitir que nenhuma informação importante se perca – e, claro, fazer um uso inteligente da tecnologia. Plataformas como Google Calendar, Evernote e Trello são simples de usar e muito adequadas para este tipo de atuação.

4) Seja um gestor de mídias sociais


Se você tem familiaridade com plataformas como Instagram, Facebook, YouTube ou qualquer outra, pode oferecer seus serviços de gestão de mídias sociais. Sabe aquele amigo que tem uma lanchonete e nunca tem tempo não fazer postagens? Converse com ele e veja se existe um espaço para você cuidar do canal.

Você pode ajudá-lo a pensar nos temas, fazer fotos, montar os textos, criar hashtags e editar vídeos, por exemplo. Juntos, é possível explorar os bastidores do negócio, para que o público possa saber como os produtos são feitos ou como os serviços são prestados.

Existem muitas ferramentas gratuitas na internet para esta finalidade. Por exemplo, o Canva, que é um editor de imagens, e Studio do You Tube, que ajuda você na finalização dos vídeos.

Você também pode ficar responsável em acompanhar as estatísticas - para saber se as publicações estão tendo uma boa repercussão e retorno para o negócio – e ficar responsável por responder comentários. Esta contratação pode ser feita mediante um valor fechado ou por porcentagem, mediante aumento de receita. 

5) Gestor de tráfego pago


Da mesma forma que você pode trabalhar cuidando dos canais de uma marca ou negócio, também é possível ficar responsável pelos seus anúncios digitais.

Caso seu cliente queira ganhar mais visibilidade nas buscas do Google, você pode se oferecer para criar campanhas no Google Ads – fazendo investimentos em algumas palavras-chave, é possível atrair pessoas desconhecidas para o site da empresa, aumentando as chances de relacionamento e de vendas.

Porém, se a melhor estratégia é aparecer ainda mais nas redes sociais, você pode ser a pessoa certa para trabalhar com o Facebook Ads ou Instagram Ads. Para isso, é fundamental que você tenha conhecimento sobre o funcionamento e dinâmicas de cada plataforma. Tem muito conteúdo na internet a este respeito.

Seu trabalho será pensar nos tipos de campanhas, criar a arte, montar uma landing page, criar os anúncios nas plataformas e trazer mais rentabilidade para o negócio. Para esta atividade, é importante que você tenha uma boa noção de copywriting, técnica de escrita pela qual você conseguirá entender as necessidades do público e destrinchá-las em textos que possam atendê-las de forma persuasiva.

Lembre-se que você será cobrado por resultados. É interessante ter pensamento estratégico e saber ler as métricas, além de fazer ajustes de rota, quando necessário. Só assim conseguirá verificar se os objetivos estão sendo atingidos. 

Conclusão:


Estas opções são apenas algumas entre os milhares de opções disponíveis no mercado. O importante é você identificar aquela que mais se adequa ao seu perfil, e desenvolver um trabalho dedicado e de qualidade.

Lembrando que independente da sua escolha, investir em conhecimento sempre te levará para um outro patamar.

Se mantenha sempre atualizado, e deixe seus clientes saberem disso, pois você já estará muitos passos à frente da maioria que está se aventurando pela internet.
Postagem Anterior Próxima Postagem
Cupom de desconto workana de R$ 100,00