Primeiros socorros em escolas, qual a importância?

Segundo o Ministério da Saúde, há mais 110 mil crianças e adolescentes menores de 14 anos estão internados no Brasil. Além disso, 3.600 pessoas morrem a cada ano. As principais razões para esses números são acidentes domésticos ou escolares.

Por causa dessa situação, precisamos falar sobre primeiros socorros nas escolas. Este tema tem crescido em importância desde a Lei Lucas de 2018, mas nem todos percebem a importância da tecnologia de resgate no dia a dia.

Com isso em mente, o artigo visa lhe apresentar sobre os conteúdos importantes sobre a relação de primeiros socorros com o ensino das crianças.

Além desse artigo, indicamos que você faça um Curso de Primeiros Socorros para ajudar em momentos de socorro.

Vamos lá?

Importância dos primeiros socorros dentro das escola

Em diversas situações simples, como, por exemplo, brincar com os colegas de turma ou comer lanches no refeitório podem levar a diversos acidentes envolvendo as crianças e os adolescentes.

Por exemplo, isso inclui quedas, fraturas e asfixia. Por essas e outras razões, muitos profissionais que atuam dentro das escolas precisam compreender todas as técnicas de primeiros socorros. Afinal, eles são essenciais em uma emergência quando você precisa agir rapidamente enquanto espera por atendimento médico profissional.

No entanto, por mais óbvio que pareça, a grande maioria das pessoas desconhece os procedimentos básicos de resgate. E isso é bastante perigoso em ambiente escolar, pois é um espaço com um grande risco de acidentes.

Principais causas de acidentes escolares

Diversos estudos de Cursos Online identificaram que as principais causas de acidentes entre crianças e adolescentes dentro do Brasil são por causa da infraestrutura dentro da escola e da falta de preparação de profissionais para atender as vítimas.

De acordo com a pesquisa, mais de 40.000 pessoas morreram por afogamento, asfixia, envenenamento e quedas durante o período especificado. Enquanto isso, quase 680.000 pessoas dentro da faixa etária de 0 a 14 anos foram hospitalizadas pelo mesmo motivo.

Em casos específicos de acidentes escolares, eles são responsáveis ​​por uma parcela significativa dos acidentes. Afinal, as escolas abrigam diversas crianças e adolescentes, e esse público é inerentemente mais agitado, distraído e mais imaturo. Isso significa que eles são mais propensos a se colocar em situações perigosas quando estão juntos.

Relacionado a essa questão está o fato de muitos prédios escolares serem antigos e a estrutura física aumentar o risco de acidentes. Isso inclui as escadas, pisos, calhas desprotegidas, brinquedos sem a devida manutenção, entre outros.

Diante das circunstâncias, um estudo realizado identificou as principais causas de acidentes em espaços escolares:

• declínio;

• Fraturas;

 • abrasões;

• Corte de vidro.

A Lei 13722

A Lei 13.722, mais conhecida como Lei Lucas, exige que professores e funcionários de escolas públicas e particulares recebam treinamento em primeiros socorros.

As instituições que não cumprirem a medida estarão sujeitas a penalidades que vão desde a notificação até o banimento e fechamento.

O principal objetivo da lei é preparar os devidos profissionais para atuarem com uma maior segurança diante dos acidentes que atualmente são tão prevalentes nos espaços escolares.

A regra veio após a morte de Lucas Begalli, de 10 anos, que se engasgou com um cachorro-quente em uma viagem escolar. Diante dessa situação, ninguém da equipe sabia o que fazer, e esperar por uma equipe médica profissional significava perder minutos importantes.

O evento chama a atenção para a necessidade das equipes escolares compreenderem as técnicas de resgate, mesmo as básicas.

Treinamento

De acordo com a legislação, uma faculdade ou escola é responsável por fornecer cursos de treinamento em primeiros socorros a cada ano. No entanto, se você, como professor, já deseja aumentar seus conhecimentos teóricos sobre o assunto, busque por Cursos Online grátis de primeiros socorros.

Prevenir acidentes e melhorar a segurança dos ambientes escolares

Como você pode ver, é muito importante que os funcionários das instituições de ensino tenham conhecimentos de primeiros socorros. No entanto, além de saber lidar com emergências, os acidentes também precisam ser prevenidos.

Isso pode ser feito por meio de estratégias simples que aumentam a segurança do ambiente escolar.

Portanto, com o objetivo de baixar as estatísticas nacionais e garantir assim um bem-estar dos alunos todos os funcionários devem ter conhecimento sobre os primeiros socorros.

Ações que podem ser colocadas em prática:

• Instalar cercas de segurança onde houver escadas;

• Use móveis com bordas arredondadas ou use protetores de canto;

• Instale tiras antiderrapantes em pisos escorregadios;

• Contar com supervisores com o objetivo de observar os alunos entre as aulas para verificar possíveis quedas;

• Proteja todos os cabos e use protetores de tomadas;

• Cuide da grama e verifique sempre a presença de insetos venenosos.

Dicas

Veja alguns procedimentos básicos de primeiros socorros que todos devem saber usar em caso de emergência:

• Em caso de queimaduras: Colocar a área afetada em água corrente. Não aplique pasta de dente ou manteiga na área;

• Para cortes profundos: pressione sempre a ferida com um pano limpo e leve o ferido a um centro de saúde;

• Em caso de choque elétrico: Não entre em contato direto com a pessoa afetada. O ideal é desligar a energia ou usar um objeto de plástico afastar a vítima do local;

• No caso de hematomas: coloque sempre uma bolsa de gelo sobre a área afetada, e leve a vítima para um centro de atendimento médico;

• Para hemorragias nasais: segure o nariz do paciente com um pano limpo por alguns minutos, com a cabeça do paciente abaixada;

• Se tiver convulsão: Não tente abraçar a pessoa nem colocar nada na boca da pessoa. Basta afastar os objetos com o objetivo de evitar que ela se machuque e colocar sempre um travesseiro embaixo da cabeça;

• Em caso de desmaio: Colocar a pessoa no chão, barriga para cima, pernas levemente levantadas e rosto virado para o lado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Certificado Cursos Online, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre cursos, educação e diversos segmentos.

Primeiros socorros em escolas