Veja quais são os cuidados necessários durante a manutenção elétrica na sua casa

Especialistas alertam sobre choques e curtos-circuitos em decorrência de manutenção elétrica inadequada

Realizar manutenção elétrica de uma casa faz parte de uma rotina que garante o bom funcionamento e a conservação da residência, além de garantir a segurança da família. Instalações muito antigas e fiações desgastadas podem atrapalhar isso. Aumenta o risco de estragar aparelhos, gerar um choque elétrico e até mesmo causar acidentes como um incêndio.

Mas, para evitar qualquer problema, é fundamental estar atento aos sinais de perigo. Então, se você observar qualquer fio desencapado, conta de luz mais cara do que o normal, cheiro de queimado e até desarme dos disjuntores com frequência, bom sinal não é. Certamente, um reparo deverá ser feito.

O que é necessário para realizar uma manutenção elétrica?

Para as pessoas que estão se mudando, o primeiro passo é realizar uma vistoria elétrica no local, principalmente em imóveis usados. Procure identificar com os antigos donos quando a última reforma foi feita no local. Se algumas tomadas estiverem com manchas escuras, pode ser que elas estejam comprometidas.

Antes de realizar qualquer manutenção na rede elétrica, é imprescindível desligar o disjuntor no quadro de distribuição da casa. Caso você não saiba qual é o específico, interrompa o fornecimento de energia da residência. Especialistas alertam que essa orientação vale até para atividades simples relacionadas à manutenção elétrica, como trocar uma lâmpada, porque, se tiver qualquer problema, pode ter riscos. 

Evite sobrecargas na rede elétrica, e isso vale para diversas situações. Por exemplo, utilizar vários aparelhos em um mesmo adaptador. Isso pode queimar algum aparelho eletrônico ou até mesmo gerar um curto-circuito, porque as tomadas aceitam um limite de carga, e é importante respeitar. Eletricistas recomendam que equipamentos que sejam mais potentes, como micro-ondas e máquinas de lavar roupa, tenham tomadas exclusivas.

Se algum acidente, como incêndio, acontecer, desligue a chave e chame os Bombeiros. Nunca tente apagar o fogo em uma instalação elétrica com água, pois ela é condutora de eletricidade. Se for utilizar um extintor, a classe recomendada é a C (a indicação está no rótulo).

Esteja bem equipado. Tenha as ferramentas necessárias, como chave de fenda, alicate de corte lateral e multímetro. Além disso, é fundamental que os componentes sejam testados e tenham a garantia do Instituto Nacional de Meteorologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO). Utilizando produtos com essas certificações específicas, seu consumo será regularizado, e evitará que choques e outros problemas aconteçam. 

Contrate um profissional para realizar as manutenções que sejam mais complexas como instalar disjuntores específicos na residência ou para fazer uma revisão completa sobre a distribuição de carga. Infelizmente, a maioria das pessoas só cuida das instalações depois que um problema acontece. O mais indicado é que as prevenções ocorram em primeiro lugar; afinal, já dizia o ditado: é melhor prevenir do que remediar.

Créditos da imagem: IStock

Veja quais são os cuidados necessários durante a manutenção elétrica na sua casa