Financiamento de carro

Financiamento de carro: veja a taxa de juros das principais instituições

O financiamento de carro, ajuda a realizar o sonho de comprar o carro próprio; descubra o valor cobrado pelas instituições.

O financiamento de automóveis oferece a muitas pessoas de baixa renda a oportunidade de comprar um carro.

No entanto, é um investimento alto e que compromete a renda do trabalhador por alguns anos. Simular financiamento ajuda a evitar sustos, mas é preciso entender quais as cobranças que cada instituição financeira faz.

Existem diferentes modelos de financiamento de carro. Conhecê-los e saber como cada um funciona permite uma escolha mais certeira.

Descubra agora quais são as formas de financiamento de automóveis e quais as taxas de juros cobradas por alguns bancos.

Quais são os tipos de financiamento de carro?

Atualmente, existem no mercado três formas para financiar seu carro: o CDC, o leasing e o consórcio. Entenda mais sobre cada um:

Crédito direto ao consumidor (CDC)

Também conhecido como crediário, o CDC é o crédito ofertado a qualquer consumidor e a qualquer tipo de bem que ele deseje comprar.

No financiamento de imóveis, o comprador fala com o gerente sobre seu interesse em adquirir um carro e ele simula um financiamento com base na renda do interessado.

Leasing

O arrendamento mercantil, também conhecido como leasing, funciona como um aluguel do veículo. Nele, o comprador tem a opção de comprá-lo no fim do contrato.

Consórcio

É um dos meios mais populares para a compra de carros. Nele, um grupo de pessoas, mediadas por uma empresa  administradora, paga mensalmente a parcela para a aquisição do automóvel.

Todo mês, uma delas é sorteada e recebe o veículo. Outra forma de conseguir o veículo com mais rapidez é por meio de um “lance”, ou seja, o adiantamento de algumas parcelas. 

O consórcio não envolve cobrança de juros, e sim de uma taxa administrativa, que varia conforme a administradora.

Quais as taxas de juros cobradas pelos bancos?

Veja quanto as principais instituições financeiras cobram de juros no financiamento imobiliário:

Banco do Brasil

O Banco do Brasil trabalha com taxas de 1,22% ao mês (a.m.) e 15,72% ao ano (a.a) no CDC. Já o leasing é oferecido apenas para pessoas jurídicas que queiram renovar a frota de veículos da empresa.

Os juros são definidos conforme o percentual de Valor Residual Garantido (VRG) pago antecipadamente, de forma diluída ou no final da operação.

A grande vantagem é que, além da taxa mais baixa em comparação a outros bancos, o BB também permite que o comprador financie até 100% do veículo. No entanto, só correntistas podem solicitar o financiamento pela instituição.

Caixa Econômica Federal

As taxas do CDC para financiamento de automóveis na Caixa são de 1,43% a.m. e 18,64% a.a. O banco financia até 80% do valor do automóvel.

Além disso, se o comprador tiver um carro quitado, pode garantir um empréstimo de até 70% do valor do novo veículo.

Outra vantagem é que a Caixa permite o financiamento de motos. Além disso, permite que o comprador consiga financiar outro bem assim que o primeiro acabar.

Bradesco

Pelo CDC, o banco cobra 1,60% a.m e 20,99% a.a. Assim como ocorre com o Banco do Brasil, apenas correntistas podem solicitar o financiamento.

Além disso, o comprador vai passar por uma análise de crédito antes de ter o valor liberado. O Bradesco permite que o pagamento seja feito via débito automático ou boleto.

Uma vantagem do Bradesco é que ele permite o financiamento de veículos com até 12 anos de fabricação (os bancos anteriores só permitem até 10) e motos 0km ou com até 6 anos de uso apenas para alta cilindrada. Nessas condições, o banco pode liberar até 100% do valor financiado.

Santander

O banco cobra juros de 1,36% a.m. e 17,59% a.a. Da mesma forma, apenas correntistas podem solicitar o financiamento.

Toda a simulação pode ser feita diretamente no site, o que facilita a vida do comprador. O retorno do banco é bem rápido e as parcelas podem ser pagas em até 60 vezes.

E aí, o que achou das nossas dicas sobre financiamento de carro? Conte aqui nos comentários.